Alterações da Composição Corporal em Atletas Praticantes do Futebol de Campo

Por: Cesar Augusto Ferraz Martins, Patricia Berbel Leme de Almeida e Valter Silva.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O exercício físico contribui para estimular o aumento da estatura, melhorar o controle
do peso corporal, aumentar a força e hipertrofia muscular, e melhorar a resistência
cardiorrespiratória. Ao estimular as crianças a praticarem regularmente exercícios
físicos, possibilita-se a estas alcançarem uma melhor condição física, evitar obesidade
e sedentarismo, fato que lhes permitirá um melhor rendimento nas tarefas diárias, e
prevenirá doenças hipocinéticas. Com isso, o objetivo do presente estudo foi analisar
as alterações da composição corporal em atletas praticantes de futebol de campo.
Para tanto, foram avaliados 189 atletas, do sexo masculino, na faixa etária de 6 a 15
anos. Foram mensurados peso corporal, estatura, massa magra e gordura relativa.
Para análise dos dados foi utilizado estatística descritiva e análise de variância ANOVA
one-way (p< 0,05). Em relação ao peso corporal observou-se uma tendência crescente
com o passar das idades, porém, aos 9 anos houve um aumento significante do
peso em relação aos 10 anos. Aos 14 anos, durante o período da puberdade, observouse também um aumento significante do peso corporal quando comparado com os
atletas de 15 anos. A estatura apresentou uma tendência crescente com o passar das
idades, sendo que dos 7 para os 8 anos, dos 8 para os 9 anos e dos 9 para os 10 anos
esse aumento foi significante. Também houve aumento significante dos 11 para os
12 anos, dos 12 aos 13 anos e dos 14 aos 15 anos. Em relação à massa corporal
magra observou-se uma tendência crescente com o passar das idades, porém, aos
10 anos houve um aumento significante, e a partir daí um aumento crescente até os
14 anos. Aos 15 anos, durante o período da puberdade, observou-se também um
aumento significante da massa magra. Na gordura relativa, observou-se uma
irregularidade com o aumento de idade, ou seja, dos 6 aos 9 anos houve um aumento
linear; aos 10 anos observou-se um pico dos valores dessa variável; dos 11 aos 15
anos houve uma redução da quantidade de gordura, porém, essas alterações não
foram estatisticamente significantes. Somente aos 14 anos observou-se uma redução
significante dessa variável em relação aos 13 anos. De acordo com os resultados
encontrados, concluiu-se que as alterações da composição corporal em atletas de
futebol de campo foram positivas, pois o aumento de peso corporal foi acompanhado
pelo aumento de massa magra, sendo que a gordura corporal apresentou um
comportamento diferenciado.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/66_Anais_p303.pdf

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.