Alterações dos Níveis Séricos de Creatinina, ácido úrico, Creatina Kinase e da Taxa de Filtração Glomerular em Corredores de Rua

Por: Anderson Pontes Morales, Carlos Jorge Logullo Oliveira, Daniela de Carvalho Cordeiro, Felipe Sampaio Jorge, Maria Auxiliadora Siqueira Viana, Nilo Terra Arêas Neto e Ronaldo Nascimento Maciel.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.15 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

As estratégias adotadas pelos corredores de “rua”, durante as provas, sofrem interferência da distância da corrida e dos níveis técnico e físico dos competidores. Assim, o objetivo deste estudo foi de examinar os efeitos bioquímicos da Creatinina (C), Ácido Úrico (AU), Creatina Kinase (CK) e da Taxa de Filtração Glomerular (TFG) provocados por uma prova de corrida de “rua” de 6 (seis) Km. Participaram n=(15) atletas masculinos (40,53±8,65 anos) separados em 3 grupos: Grupo 1 Melhores Tempos (G1MT) n=5; Grupo 2 Tempos Intermediários (G2TI) n =5; Grupo 3 Piores Tempos (G3PT) n=5. Foram coletadas amostras de sangue 30 min antes e imediatamente após a corrida. Os dados foram analisados através da ANOVA Two-Way, Wilcoxon e Mann Whitney. Consideraram-se os níveis significativos (p<0,05). Os resultados permitem concluir que ocorreram aumentos significativos intragrupos nas atividades séricas de (C) no G1MT pré: 1,18±0,04 mg.dL-¹ pós: 1,60±0,15 mg.dL-¹; G2TI pré: 1,04±0,15 mg.dL-¹ pós: 1,56 ±0,21 mg.dL-¹; G3PT pré 1,08±0,13 mg.dL-¹ pós 1,52±0,32 mg.dL-¹ e no (AU) G1MT pré: 3,80±0,75 mg.dL-¹ pós 4,56±0,94 mg.dL-¹; G2TI pré 4,36±1,62 mg.dL-¹ pós 5,0 ±1,69 mg.dL-¹; G3PT pré 4,62±1,08 mg.dL-¹ pós: 5,42±0,86 mg.dL-¹, enquanto a (CK) e a (TFG) não apresentaram diferença significativa.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2013v15n1p71

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.