Alterações Fisiológicas do Salto de Pára-quedas: Uma Revisão

Por: , Clayton Antunes Martin, Edna Regina Netto de Oliveira, e Josiane Morais Martin.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.16 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Os esportes radicais são caracterizados por um forte componente de risco e aventura, sendo responsáveis por desencadear elevados níveis de estresse psicológico e fisiológico. O estresse é uma reação do organismo que ocorre em função de alterações psicológicas e fisiológicas desencadeadas no indivíduo, quando esse se depara com situações que o amedrontam, excitam, confundem ou até mesmo promovem sensações de prazer. Estudos realizados com praticantes de pára-quedismo têm constatado que devido ao estresse psicológico ocasionado pelo salto de pára-quedas há um aumento nos níveis plasmáticos de adrenalina, noradrenalina, lactato, cortisol, sódio e potássio. Assim, este artigo visa contribuir com a compreensão das alterações fisiológicas, ocorridas no organismo de praticantes de pára-quedismo, em decorrência do salto.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/871

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.