Alterações Psicológicas e Exercício Físico em Pacientes com Artrite Reumatóide

Por: A. B. Dario.

Motricidade - v.6 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve por objetivo realizar uma revisão da literatura, buscando elucidar quais as alterações psicológicas mais prevalentes em indivíduos acometidos por Artrite Reumatóide (AR). Pesquisou-se também a respeito do impacto do exercício físico sobre essas variáveis psicológicas, expondo quais protocolos de exercício que estão sendo empregues com a finalidade de melhorar a saúde mental desses pacientes. Apesar dos poucos estudos sobre o tema, pode-se verificar que os transtornos de ansiedade e de depressão apresentam maior prevalência nessa população. Em contraste, poucas evidências foram encontradas quanto ao maior risco de psicose, agressividade e alto nível de estresse. Paralelamente, desde que foi associado à AR pela primeira vez, na década de 50, o exercício físico vem demonstrando bons resultados no tratamento da doença, consolidando-se cada vez mais como ferramenta terapêutica para esses pacientes. Evidências emergem também em relação às alterações benéficas provocadas pelo exercício nas variáveis psicológicas, no entanto, mais estudos são necessários para o fortalecimento destes dados. Isso permitiria aos pacientes com AR tratamentos mais efetivos, com uma base científica sólida, visando a melhoria na qualidade de vida dentro de um aspecto mais amplo, onde a saúde mental desempenha um papel fundamental.

Endereço: http://www.revistamotricidade.com/arquivo/2010_vol6_n3/v6n3a04.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.