Ambiente Percebido do Bairro e Atividade Física no Lazer em Adultos de Curitiba, Brasil

Por: Adriano Akira Ferreira Hino, , Priscila Bezerra Gonçalves e .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.19 - n.5 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Objetivou-se analisar a associação entre características percebidas do ambiente do bairro e a prática de atividades físicas (AF) no lazer e verificar o efeito moderador do gênero, faixa etária, escolaridade e tempo no trabalho/escola na relação entre a percepção do ambiente e AF no lazer em adultos. Estudo transversal com 699 adultos (53,1% mulheres), residentes em 32 setores censitários com diferentes características ambientais em Curitiba (walkability e renda). As características percebidas do ambiente do bairro foram avaliadas pela versão em português do Neighborhood Environment Walkability Scale-Abbreviated (A-NEWS). A AF no lazer foi avaliada pelo IPAQ longo e a caminhada foi analisada separadamente da prática de atividades físicas moderadas à vigorosas (AFMV). A classificação da AF no lazer considerou as pessoas que “realizam” ≥10 minutos/semana e ainda aquelas realizam ≥150 minutos/semana de caminhadas ou AFMV. As associações foram testadas com um modelo logístico binário multinível. Após ajuste para as potenciais variáveis de confundimento, observou-se que melhor percepção de estética foi associada a maior chance de adultos caminharem ≥10 minutos/semana no lazer. Além disto, maior percepção de acesso a espaços públicos de lazer foi associado a maior chance dos adultos realizarem ≥10 minutos/semana e ≥150 minutos/semana de AFMV. As associações entre acesso a espaços públicos de lazer com caminhada e AFMV foram mais fortes entre mulheres e adultos mais jovens. Conclui-se que melhor percepção da estética do bairro foi associada à prática da caminhada e o acesso a espaços públicos com a prática de AFMV.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2017v19n5p596

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.