Análise da Aptidão Física, Postura e Imagem Corporal de Escolares Participantes de Esportes Individuais e Coletivos

Por: Alexandre Caldeira Schubert.

2011 28/02/2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a aptidão física, a postura e a imagem corporal de escolares de ambos os gêneros, praticantes de esportes individuais e coletivos. A amostra foi constituída por 367 crianças de 8 a 16 anos, sendo 236 do gênero masculino e 131 do gênero feminino matriculados em escolas particulares ou públicas e participavam das escolinhas de esportes individuais ou coletivos por um período mínimo de um ano. A aptidão física foi avaliada por meio dos testes propostos por Gaya e Silva (2007), sendo flexibilidade, força de resistência de abdominais, força de membros superiores, força de membros inferiores, agilidade, velocidade, resistência aeróbia e índice de massa corporal. Para avaliação da imagem corporal foi utilizado o protocolo de Collins (1991) e para postura o protocolo de Adams et al. (1985). Inicialmente os dados relativos as características antropométricas da amostra foram submetidos ao teste de Levene's para determinar a igualdade das variâncias. Posteriormente o teste t para amostras independentes foi utilizado para estabelecer a comparação entre os gêneros. No segundo momento, os dados foram categorizados e utilizou-se o teste do qui quadrado para a identificação das associações. O nível de significância estabelecido foi de p<0,05. Os resultados demonstraram que na maioria dos componentes da aptidão física, voltados a saúde ou ao desempenho esportivo, quando se avança em idade o número de escolares que atendem aos dois critérios aumenta também, com exceção da flexibilidade e da resistência aeróbia. Em relação aos gêneros, observou-se que um grande número de escolares de ambos os gêneros alcançam os critérios estabelecidos independente da classificação que se usa na maioria dos componentes avaliados. O gênero feminino mostrou-se com maior porcentagem de avaliados atendendo aos critérios de saúde em todos os componentes da aptidão física, entretanto em relação ao desempenho esportivo, as meninas apresentam proporcionalmente um número menor de avaliadas que atendem a esses critérios em relação aos meninos na agilidade e resistência aeróbia. Os esportes coletivos mostraram-se com maior número de avaliados proporcionalmente atendendo aos critérios de desempenho esportivo na maioria dos componentes da aptidão física, enquanto os esportes individuais mostraram um maior número de avaliados atendendo aos critérios estabelecidos nos componentes da aptidão física voltada a saúde. Em relação à imagem corporal observou-se uma pequena vantagem para os que estavam satisfeitos com a sua imagem em relação aos que se encontravam insatisfeitos, independente do tipo de classificação que se utilizou. Foram encontradas associações entre os diferentes componentes da aptidão física e as demais variáveis. O IMC. apresentou associação com todos os componentes da aptidão física e com as outras variáveis. Os resultados sugerem que a prática de esportes entre escolares em fase de desenvolvimento pode auxiliar na melhora de alguns componentes da aptidão física e na imagem corporal, entretanto podem não favorecer muito a postura.

Endereço: http://nou-rau.uem.br/nou-rau/document/?code=vtls000190826

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.