Analise da Auto-eficacia Docente de Professores de Educação Fisica

Por: Rubens Venditti Júnior.

2005 04/06/2005

Send to Kindle


Resumo

A auto-eficácia se caracteriza como as crenças nas capacidades individuais de organizar e executar cursos de ação, necessários à realização de determinadas tarefas ou feitos dirigidos a uma meta. Engloba processos auto-perceptivos e avaliativos, que relacionam fatores ambientais, pessoais e comportamentais. Neste trabalho, a auto-eficácia é aplicada na compreensão do controle interno das crenças e percepções que envolvem a prática docente em Educação Física (EF), especificamente para a área de EF adaptada (EFA), caracterizada por atender pessoas com necessidades especiais. O fato da EF se configurar repleta de conteúdos e atividades práticas e corporais, reforça a necessidade em se compreender o fenômeno da auto-eficácia de maneira singular e sistematizada. Além disso, os critérios disciplinares e métodos avaliativos; espaço das aulas e seus conteúdos práticos; realçam a necessidade de atenção especial a detalhes diferenciais da EF. A problemática se encontra na análise das possíveis contribuições da auto-eficácia e suas associações com: satisfação, preferência de atuação profissional e disposição para continuidade docente em EF. Além disso, surgem associações na percepção de competências, segurança, engajamento e domínio de conteúdos para atuação docente no ambiente da EF inclusiva. Por meio de dois instrumentos aplicados em 44 profissionais atuantes na área, destacam-se alguns fatores e aspectos relacionados à auto-eficácia docente. Os resultados obtidos evidenciam as associações da auto-eficácia com a questão motivacional do professor, através de sua satisfação pessoal e disposição para continuar na carreira docente, bem como os níveis de esforço e persistência. Também aparecem relações a respeito da influência da formação profissional e a configuração da auto-eficácia para o profissional de EF, que valoriza sobremaneira as expectativas de resultados, os desempenhos e a avaliação direta das atividades corporais de seus alunos, como parâmetros a respeito de suas capacidades de ensinar. Verificou-se que outras fontes são também importantes na formação da eficácia docente e existem inúmeras possibilidades para desenvolver estas crenças ainda precocemente. Dentre os profissionais entrevistados, os maiores níveis de auto-eficácia docente estavam entre os professores com preferências de atuação em treinamento esportivo, seguidos por aqueles com escolha na atuação em EFA. A perspectiva social cognitiva e as propostas de ensino reflexivo configuraram-se excelentes referenciais, comuns para as discussões sobre as crenças docentes, formação profissional e atuação em EF e EFA 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000365916&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.