Análise Biomecânica da Evolução do Salto Reversão

Por: Carlos Alberto Vargas ávila.

Kinesis - n.11 - 1993

Send to Kindle


Resumo

Este resumo procura investigar a evolução técnica do salto reversão no período de 1985 a 1995, as mudanças ocorridas no código de pontuação, assim como as alterações no trampolim e no cavalo decorrentes desta evolução técnica. Como fontes primárias e secundárias, utilizou-se os códigos de pontuação e relatórios de pesquisa e dois filmes de 16 mm, de períodos, para efetuar-se a análise das variáveis cinemáticas determinadas por este estudo: trajetória do centro de gravidade, ângulos de incidência no trampolim e no cavalo, amplitude no centro de gravidade no primeiro e no segundo vôo, as distâncias horizontais do primeiro e segundo vôos e as mudanças na trajetória nocentro de gravidade durante a realização do salto. Foram analisados dez saltos executados por ginastas masculinos, de nível internacional, em dois períodos diferentes, sendo dois saltos referentes ao munidal de 1966 e oitos saltos decorrentes de um estudos realizado em 1981 nos Estados Unidos. Com o auxilio de microcomputador IBM-PC e uma mesa Digicon MDD 1812, processou-se a digitalização dos eixos articulares das coordenadas cartezianas x e y. Através de um programa, calculou-se a trajetória do centro de gravidade de cada salto e com software AutoCad (versão 11), mensurou-se as variáveis mencionadas anteriormente. Procedeu-se uma análise qualitativa os resultados com base em alguns dados quantitativos. Inicialmente analizou-se as variáveis decorrentes do código de pontuação as alterações aparelhagem. No segundo momento verificou-se os ângulos de incidência no trampolim e no cavalo, a seguir as alturas e distâncias do primeiro e do segundo vôo foram medidas e comparadas, e posteriormente passou-se a analisar as modificações nas trajetórias dos centro de gravidade dos saltos nos dois períodos distintos, observando-se com isto uma diferença significativa nas curvas decorrentes das alterações nas demais variáveis. Concluiu-se que a evolução técnica dos saltos é conseqüência de vários fatores associados, como as variáveis cinemáticas e a melhoria da qualidade dos equipamentos e que determinaram também, a necessidade de modificações no julgamento dos saltos.

Endereço: http://cascavel.ufsm.br/revistas/ojs-2.2.2/index.php/kinesis/article/view/8377

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.