Analise da Capacidade Funcional de Idosos Institucionalizados a Partir da Auto-avaliação

Por: Daniel Vicentini de Oliveira, Marcia Regina Benedeti, Rosangela Cocco Morales e Terezinha Gomes Faria.

Conexões - v.7 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo analisar a capacidade funcional para a realização das atividades da vida diária (AVDs) de idosos residentes nas instituições assistenciais do município de Maringá/PR, bem como determinar a média de idade, prevalência de gênero, capacidade funcional correlacionada com a idade cronológica e com o gênero, assim como com o tempo de institucionalização. O instrumento utilizado foi o protocolo intitulado “Ficha de Auto-Avaliação da Capacidade Funcional” composto por 18 itens que avaliam a capacidade do indivíduo em realizar as tarefas básicas do cotidiano de um idoso. O estudo foi desenvolvido em três instituições asilares filantrópicas do município de Maringá-PR, com 70 idosos. Deste total, 40 do gênero masculino e 30 do feminino, com idade variando entre 60 e 101 anos, no período compreendido entre Agosto e Outubro de 2008. Obteve-se como resultados um alto índice de dependência na realização das atividades da vida diária, sendo a capacidade funcional classificada como baixa (47%) ou moderada (49%). O trabalho revelou ainda um baixo índice de independência total (4%) além da importância da participação de profissionais da área da saúde devidamente habilitados. Desta forma, estes poderão auxiliar nas limitações da capacidade funcional buscando a prevenção e a reabilitação precoce.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/422

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.