Análise Cinemática da Marcha de Idosos em Terreno Plano, Inclinado e Declinado com Transporte Manual de Carga

Por: George Luis Coelho Silva.

94 páginas. 2012 17/07/2012

Send to Kindle


Resumo

Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar a cinemática da marcha de idosos, considerando o transporte manual de carga em terreno plano, inclinado e declinado. Quinze idosos saudáveis com média de idade de 63,07 ± 1,22 anos foram voluntários para participar de um protocolo que envolveu 20 minutos de caminhada em terreno plano, carregando sacolas de supermercado com 10% da massa corporal. A marcha foi filmada a cada 05 minutos de percurso em terreno plano, inclinado e declinado, onde os idosos subiam e desciam uma rampa com inclinação de 11º. Os resultados demonstraram que no terreno inclinado os idosos diminuem o comprimento e a freqüência da passada e aumentam o comprimento do passo direito, aumentam os tempos da passada, do passo, do duplo apoio e do apoio simples e aumentam os ângulos de dorsiflexão do tornozelo, do primeiro pico de flexão do joelho, de flexão de quadril, de extensão do tronco e das amplitudes de movimento de tornozelo e quadril. Em terreno declinado ocorre o oposto em relação à freqüência da passada e o comprimento do passo direito, mas o comprimento da passada também diminui. Os tempos de passada, passos, duplo apoio e apoio simples diminuem, o mesmo ocorre na angulação de flexão plantar do tornozelo, do segundo pico de flexão do joelho e de extensão de quadril. Um comportamento semelhante ao terreno inclinado foi observado em terreno declinado na flexão plantar, dorsiflexão e amplitude de movimento do tornozelo e no primeiro pico de flexão do joelho. Estes achados comprovam que o aclive e o declive do terreno modificam as variáveis espaciais, temporais e angulares da marcha de idosos. O transporte manual de carga provocou alterações nos parâmetros espaciais da marcha de idosos em terreno plano e inclinado, angulares em terreno plano, inclinado e declinado e diminuição dos parâmetros temporais em terreno inclinado. O tempo de marcha de 5,10,15 e 20 minutos altera os parâmetros espaciais, temporais e angulares da marcha, comprovando que os idosos se adaptam constantemente às demandas impostas pelo tempo de percurso. As alterações observadas no presente estudo indicam que os idosos devem evitar caminhadas por mais de 5 minutos com o transporte manual de cargas maiores que 10% do peso corporal em terreno inclinado e declinado.Estes achados contribuem para o desenvolvimento de estratégias preventivas designadas para reduzir o risco de lesões durante atividades ocupacionais e de vida diárias.

Endereço: http://nou-rau.uem.br/nou-rau/document/?code=vtls000199886

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.