Análise Comparativa Entre a Influência da Mídia no Futebol Americano e no Futebol Brasileiro

Por: Lucas Chagas Schuvaizerski, Renan Willian da Silva e Vitor Reis de Moura.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Com o tempo de jogo corrido e o tempo de jogo parado no esporte, a mídia achou um vasto campo para poder divulgar seus produtos, deixando, dessa forma, o esporte parcialmente dependente dessa renda. O trabalho compara e analisa os métodos de propaganda utilizados nos jogos da Liga de Futebol Americano (NFL), e no campeonato Copa do Brasil de futebol, no sentido de evidenciar como a mídia age em ambos os esportes. Levando em consideração as tradições culturais do povo norte-americano, a mídia estadunidense veicula, principalmente, propagandas de alimentos fast food, automóveis, cervejas e seguros de vida. Já a mídia brasileira veicula propagandas de bancos, cervejas, rede de telefonia móvel, automóveis e comentários sobre as próximas programações do canal. Também foi possível verificar que o futebol brasileiro é monopolizado no que se refere ao seu direito de transmissão, já o futebol americano tem esse direito de transmissão dividido por várias emissoras, além de um canal na internet, onde assinantes também podem assistir aos jogos. Foi apontado e comparado como a mídia visualiza ambos os esportes e como pode agir por meio de propagandas em cada um deles. Foi avaliada a final da Liga de Futebol Americano de 2018 (New England Patriots x Philadelphia Eagles), e a partida da final da Copa do Brasil de 2016 (Grêmio x Atlético Mineiro, partida de volta). Com o auxílio de uma ferramenta de vídeo, foram mensuradas todas as vezes que a bola foi posta em jogo e a duração que ela permanecia em jogo e toda vez que ela ficava parada. Considerando-se a análise desses dois jogos em percentual, o tempo médio de jogo corrido no futebol americano foi de cerca de 8% do tempo total de transmissão do evento, que é 4 horas e 25 minutos, enquanto que no jogo analisado da Copa do Brasil o tempo médio de jogo corrido foi de 39%, para uma transmissão total de 2 horas e 21 minutos de duração. A conclusão obtida foi que a mídia possuí um papel importante nos dois esportes, pois fornece recursos de visualização e promoção do espetáculo, o que é muito importante para esses esportes que são os mais populares de seus países. Em troca disso, e sabendo que os dois esportes citados possuem mais tempo de jogo parado do que de jogo jogado, a mídia encontrou um vasto campo para divulgar produtos, seja em intervalos específicos para essas propagandas ou através de tempos aproveitados, como em replays de jogadas mostradas de forma intencional.

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.