Análise Comparativa Entre Dinamometria e Equações Antropométricas Preditoras da Força de Preensão Manual em Idosos

Por: Bruno Morbeck de Queiroz, José Ailton Oliveira Carneiro, Marcos Henrique Fernandes, Raildo da Silva Coqueiro, Thaís Alves Brito e Victor Dias Miranda Soares.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.27 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

A Força de Preensão Manual (FPM) é bastante utilizada na prática clínica como um indicador de saúde, por representar a força muscular global. O objetivo deste estudo foi comparar a força de preensão manual de idosos avaliada por meio da dinamometria com as forças estimadas por diferentes equações antropométricas. Além de identificar qual das equações tem a melhor concordância para estimar FPM, quando comparada a dinamometria (padrão ouro). Trata-se de um estudo transversal que analisou dados da pesquisa epidemiológica de base populacional e domiciliar. A força de preensão manual foi mensurada por meio da dinamometria e estimada por diferentes equações antropométricas: Tveter et al., Novaes et al., e Fortes et al. As medidas antropométricas utilizadas no estudo foram: peso e estatura. O coeficiente de Lin e os gráficos de Bland Altman foram usados para observar concordância da FPM entre os diferentes métodos. Dos 331 idosos residentes na zona urbana do município de Lafaiete Coutinho, participaram do estudo 283 (85,8%) com média de idade de 73,8±8,9 anos, com idade mínima de 60 e máxima 108 anos. A média de peso corporal foi 60,11 ± 12,54 Kg, estatura média foi 154,83 ± 9,1 cm e IMC 25,05 ± 4,7 kg/m2. Os coeficientes de concordância da equação de Fortes versus dinamometria, Novaes versus dinamometria, Tveter versus dinamometria foram: 0,62; 0,60; 0,60, respectivamente. As equações antropométricas utilizadas para estimar a força de preensão manual apresentaram moderada concordância com o método padrão ouro (dinamometria).

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7951

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.