Análise da Relação Entre Competência Técnica e Intenções Morais em Tomadas de Decisão de árbitros de Futebol: Um Estudo Exploratório com Crianças

Por: Dirceu Ribeiro Nogueira da Gama, Juliana Brandão Pinto de Castro, Leandro de Lima e Silva, Lilian Cristina Xavier Martins e Rodolfo de Alkmim Moreira Nunes.

Pensar a Prática - v.21 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar se há coerência na opinião da criança sobre a conduta do árbitro de futebol. Para tanto, utilizou-se um questionário fechado, aplicado a 46 crianças (25 meninos e 21 meninas) de oito a onze anos de idade (idade: 9,6 ± 0,83 anos), numa escola municipal do Rio de Janeiro. Observou-se que mais da metade da amostra relatou conhecer o papel do árbitro e mostrou coerência ao responder às questões. Isso pode refletir um nível de maturidade para compreender perguntas e julgar o árbitro; mas pode indicar influências. Sugere-se o trabalho com amostras maiores e a inclusão dos responsáveis pelas crianças em estudos futuros.

Endereço: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/49173

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.