Análise das Ações Defensivas e Ofensivas, e Perfil Metabólico da Atividade do Goleiro de Futebol Profissional

Por: Carlos Ap Zamai, Carlos Roberto Gallo, Cleiton Augusto Libardi e Laércio Vendite.

Conexões - v.8 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a atividade do goleiro, durante 12 jogos, para obter um perfil metabólico da sua atividade e uma direção de treinamento mais adequada às reais necessidades da posição. A metodologia utilizada consistiu inicialmente de levantamento bibliográfico sobre o goleiro e suas funções, além das características morfológicas, tipos de fibras musculares, metabolismo energético e ações motoras praticadas durante o jogo . Também foi realizada pesquisa de campo com coleta de dados quantificando as ações motoras, pré-estabelecidas, nos momentos em que aconteceram. Foram registradas em uma planilha específica que permite visualizar os momentos ativos e sem intervenções no jogo. Os resultados obtidos foram os seguintes: 93 ações de saltos/quedas/defesas, 95 saídas do gol (cruzamentos, enfrentamentos, antecipações), e 267 reposições de bola (passes, lançamentos) totalizando 455 ações motoras praticadas em 12 jogos. A média obtida por jogo foi de: 7,8 saltos/quedas/defesas, 7,9 saídas do gol, e 22,3 reposições em 37,9 ações gerais praticadas. Por intermédio dos resultados, conclui-se que a atividade de alta intensidade (defesas,saídas do gol ou lançamentos) é de curtíssima duração e o tempo entre uma e outra é longo e suficiente para recuperação. Portanto o perfil de taxa de trabalho do goleiro implica mais na potência anaeróbica alática, resultando numa pequena depleção de ATP-CP, do que qualquer outra demanda no sistema de transporte de oxigênio.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/484

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.