Análise das Ações dos Levantadores nos Diferentes Processos de Jogo no Voleibol

Por: Fábio Luis Bordini.

2015 05/10/2015

Send to Kindle


Resumo

Tomada de decisão é o processo pela qual as escolhas são feitas, estando este tema entre os tópicos mais investigados por pesquisadores do campo do Comportamento Motor. Ao longo dos anos, estudos em tomada de decisão têm sido embasados por diferentes pressupostos teóricos, sendo que, a partir do final do século passado uma nova perspectiva vem se destacando. Conhecida como a Dinâmica Ecológica da Tomada de Decisão, esta se utiliza de conceitos e ferramentas da Abordagem dos Sistemas Dinâmicos, Psicologia Ecológica, bem como da Psicologia Cognitiva, para entender o fenômeno da tomada de decisão a uma escala ecológica. Assim, pautada nesta perspectiva, o objetivo desse trabalho é identificar e analisar as variáveis que influenciam as ações de levantadores pertencentes a diferentes faixas etárias, nos diferentes processos de jogo no voleibol. Para tanto, o trabalho foi dividido em três estudos: ESTUDO 1: Com o objetivo de identificar as variáveis que influenciam as ações de levantadores nos diferentes processos de jogo em equipes voleibol, foi feita uma pesquisa com técnicos de voleibol, por meio de um questionário eletrônico. Os resultados demonstram que fatores ambientais também se mostram intervenientes nas ações dos levantadores e que estes fatores influenciam, de forma distinta, as ações dos levantadores durante os Processos de Ataque e Contra-Ataque em uma partida de voleibol; ESTUDO 2: O intuito deste estudo foi construir e validar uma ferramenta computacional baseada em Redes Neurais Artificiais para análise das ações dos levantadores nos diferentes processos de jogo no voleibol. As informações com Índice de Resposta maior que 55 no estudo 1 foram utilizadas, sendo cada uma delas ponderada de acordo com a qualidade da execução, posicionamento, entre outras. Assim, foram analisados 12 e 10 jogos das categorias Sub19 e Sub21, respectivamente. Os resultados demonstraram um desempenho satisfatório das Redes Neurais Artificiais no que se refere a predição correta do desfecho das ações dos levantadores, com os acertos sendo maiores nos Processos de Contra-Ataque do que nos Processos de Ataque de ambas as categorias; ESTUDO 3: O objetivo deste estudo foi analisar as ações dos levantadores de diferentes faixas etárias nos diferentes processos de jogo do voleibol, assim,foram utilizadas as Redes Neurais Artificiais construídas e validadas no estudo 2. Foram analisados os jogos das seleções brasileiras de voleibol Sub19 e Sub21 durante suas participações no campeonato mundial da categoria do ano de 2013. Os resultados demonstraram ser satisfatórios no que se refere à manutenção das porcentagens de acertos das Redes Neurais Artificiais de sua construção e validação (estudo 2) para sua aplicação (estudo 3). Foi verificado, também, que, como descrito na literatura, os levantadores de categorias mais novas apresentam padrões de jogo mais evidentes, fazendo com que suas decisões possam ser preditas com mais facilidade do que levantadores pertencentes a categorias mais experientes. Da mesma forma, as diferenças entre o trabalho dos levantadores nos diferentes processos que compõem os jogos de voleibol foram confirmadas. De maneira geral, pode-se concluir que as ações dos levantadores enfrentam uma variedade de restrições, as quais podem propiciar ou inibir diferentes ações e, neste sentido, a Dinâmica Ecológica da Tomada de Decisão se mostra relevante ao embasar estudos com este tema, tendo nas Redes Neurais Artificiais uma importante ferramenta para análise.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000202839

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.