Análise das Affordances no Contexto de Crianças de 3 a 42 Meses de Idade

Por: Glauber Carvalho Nobre, João Otacílio Libardoni dos Santos, , Patrik Felipe Nazario e Zenite Machado.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:
O objetivo do estudo é investigar as affordances (oportunidades) do ambiente imediato (moradia) de crianças de 3 a 42 meses de idade.

Métodos e Resultados:
A amostra foi constituida por 71 crianças (43 masc. e 28 fem.) que frequentam creches públicas. O instrumento utilizado para avaliar as potencialidades que o ambiente doméstico para o desenvolvimento das habilidades motoras das crianças foi o Affordances in the Home Environment for Motor Development (AHEMD-IS), desenvolvido por Rodrigues, Saraiva e Gabbard (2005). Para a análise estatística utilizaram-se os seguintes parâmetros da estatística descritiva: frequência, percentual e média. O nível de escolaridade dos pais e das mães é, prioritariamente, o ensino médio (58% e 59,2%) e a renda familiar em 60% dos casos é igual ou inferior a R$1.500,00 reais. Os resultados obtidos nas cinco categorias foram: espaço exterior: fraco (36,6%); espaço interior: muito bom (69,0%); variedade de estimulação: muito boa (35,2%); provisão de materiais para motricidade fina: muito fraca (45,1%); provisão de materiais para motricidade grossa: muito fraca (56,3%). O AHEMD total classificou-se como médio (X = 11,23). A renda familiar parece ser determinante da fraca provisão de materiais para motricidade fina e grossa.

Conclusão:
Conclui-se que o ambiente doméstico das crianças investigadas não é por excelência promotor de desenvolvimento de habilidades motoras.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.