Análise das Vibrações Mecânicas no Corpo dos Judocas Durante os Amortecimentos de Quedas

Por: Tatiane Piucco.

2010 26/02/2010

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetivou analisar os impactos (no domínio do tempo e da frequência) gerados em diferentes regiões do corpo de judocas (punho, quadril e tornozelo) de diferentes categorias de peso (meio leve, meio médio e meio pesado) durante os amortecimentos de queda, bem como investigar os sintomas advindos da exposição às vibrações transmitidas durante treinos com alto número de quedas. Para a pesquisa laboratorial foram selecionados um tori faixa preta, com 77 kg e 15 anos de experiência, que dominava perfeitamente a técnica ippon-seoi-nage e três uke, um da categoria meio leve, faixa marrom, 63 kg e 16 anos de prática; outro da categoria meio médio, faixa preta, 74 kg e com 15 anos de prática; e outro da categoria meio pesado, faixa preta, 95 kg e 14 anos de prática. Para a pesquisa de campo participaram 26 judocas, com graduação mínima de faixa verde e dois anos de prática. Para a aquisição dos sinais de acelerometria foi utilizado um acelerômetro triaxial do tipo 4321 da Bruel & Kjaer fixado com faixas no corpo dos judocas. Para investigar os sintomas causados devido às quedas sucessivas durante os treinos de judô foi aplicado um questionário com os índices de 92,1% de validade e 96% de clareza. Foi aplicada a estatística descritiva, análise de variância e o teste de Tukey, com nível de significância de 95%. As maiores magnitudes de impacto ocorreram no eixo vertical e no punho dos judocas, e o tempo de duração dos impactos foi maior no quadril. As vibrações de menores frequências ocorreram no quadril e no judoca da categoria meio pesado. A faixa de frequência onde a energia do sinal ficou mais concentrada foi: 17,57 - 31,25 Hz no punho; 1,95 - 9,76 no quadril; Hz; 25,39 - 50,78 Hz no tornozelo. Os judocas relataram sentir sintomas de dor e desconforto nas regiões que sofreram impacto durante os amortecimentos de quedas, principalmente sonolência, dor nas costas, dormência local, visão turva e tontura. Todos os sintomas relatados estão relacionados à exposição do corpo às vibrações, e as frequências de vibração encontradas neste estudo estão próximas as frequências de ressonância dos tecidos e órgãos corporais.

Endereço: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/94211

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.