Análise do Desempenho do Programa Segundo Tempo de 2005 a 2009: O Papel dos Partidos, da Capacidade Fiscal e do Ambiente Institucional em Sua Difusão

Por: Edmilson Santos dos Santos.

205 páginas. 2011 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O tema das políticas públicas tem assumido uma importância cada vez maior no debate acadêmico na área de educação física. Essa realidade está diretamente associada ao volume de políticas que passaram a ser implementadas pelo Estado. Dentre essas, destaca-se o Programa Segundo Tempo que surge com uma preocupação de democratizar a prática esportiva. Após quase uma década de efetivação, torna-se importante refletir sobre seus resultados. Nesse sentido, o estudo teve como preocupação central verificar se o Programa Segundo Tempo alcançou de forma prioritária aqueles municípios mais vulneráveis na escala nacional, intrarregional e estadual e identificar as instituições que foram mais efetivas em sua difusão no intervalo de tempo entre 2005 e 2009. De forma complementar, o estudo procurou identificar o impacto do partido político, da capacidade fiscal e do ambiente institucional como vetores explicativos à difusão. O programa apresenta dificuldades para alcançar aqueles mais vulneráveis. Nem a Capacidade Fiscal per capita, nem o ambiente institucional não explicam sua difusão. Por outro lado, o estudo identificou haver uma relação entre a Coalizão Eleitoral e os partidos de esquerda na difusão do programa. No entanto, esse resultado foi mitigado por conta da baixa capacidade de adesão ao programa por parte do poder público municipal.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.