Análise do Desenvolvimento das Práticas Urbanas de Lazer Relacionadas a Produção Cultural no Período Nacional-desenvolvimentista à Globalização

Por: Gustavo Luis Gutierrez e .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.25 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Apresentar-se-á um cenário geral do desenvolvimento do lazer desde o nacional-desenvolvimentismo com Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Regime Militar até a globalização com a redemocratização e ampliação vertiginosa do lazer de consumo. Este panorama geral possibilitará afirmar que o lazer se desenvolveu pelo investimento estatal. Discutiu-se cada um dos momentos históricos contemplando as ações políticas, econômicas e culturais mais significativas, conforme análise bibliográfica. Objetivou-se construir neste trabalho a complexificação sistêmica do lazer no Brasil, concluindo que o lazer se complexificou a partir da racionalização das formas de vida, sistematização dos tempos e desencantamento do mundo. Com a teoria habermasiana fez-se a síntese entre as esferas de influência do lazer (Estado, Mercado e Cultura). Na conclusão apresentou-se a definição do lazer como fruto das relações entre subjetividades intactas no sistema capitalista, que se desenvolveu por meio da complexificação da sociedade, possuindo uma íntima ligação cultural-artística. Expressando as três esferas do Mundo da Vida (cultura, sociedade e personalidade).

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbefe/v25n1/13.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.