Análise do Equilíbrio Corporal e Aptidão Física de Indivíduos em Tratamento Para Dependência Química

Por: Bruno Marson Malagodi, Helio Serassuelo Junior e Márcia Greguol.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.23 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O abuso de álcool e drogas pode ocasionar efeitos negativos nas habilidades motoras e capacidades coordenativas. Diversos estudos têm demonstrado a precariedade nos níveis de aptidão física em indivíduos dependentes químicos, sendo que variáveis da aptidão física e equilíbrio corporal são influenciados pelo consumo prolongado dessas substâncias mesmo após a cessação do uso. O objetivo do presente estudo foi avaliar indicadores da aptidão física e equilíbrio corporal de indivíduos internados para tratamento de dependência química, relacionando os dados ao tempo de uso de drogas ou álcool. Foram analisados indicadores antropométricos, exibilidade, agilidade e equilíbrio de 46 indivíduos adultos (14 mulheres e 32 homens com 38,3 ± 12,9 anos), que também responderam uma anamnese. Utilizou-se estatística descritiva, teste t student, Mann Whitney e correlação de Spearman, adotando-se p ≤ 0,05. Os resultados obtidos demonstram maior prevalência de pacientes do sexo masculino, dependentes de múltiplas substâncias, baixo nível de escolaridade, tempo de consumo superior a 10 anos e que não praticavam atividade física regular previamente a

Endereço: http://www.rbafs.org.br/RBAFS/article/view/12422

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.