Análise do Equilíbrio Muscular do Joelho em Praticantes de Crossfit, Musculação e Sedentários

Por: Junker.

61 páginas. 2018 05/01/2018

Send to Kindle


Resumo

Umas das modalidades de treinamento resistido que mais tem crescido nos últimos anos é o CrossFit, contudo, são poucos os estudos com a população que pratica essa modalidade. Dentre os estudos existentes, o tema mais frequentemente encontrado é o de lesões, com a articulação do joelho sendo umas das partes corporais mais lesionadas. Um teste comumente utilizado para predição de lesões no joelho é a Razão Isquiotibiais/Quadríceps (razão I/Q), que avalia o equilíbrio entre os músculos flexores e extensores do joelho. O objetivo do estudo foi analisar o equilíbrio muscular da articulação do joelho em adultos praticantes de CrossFit, musculação e sedentários. Participaram do estudo 47 homens saudáveis (idade: 25,81 ± 6,2 anos, massa: 81,24 ± 14,86 kg) alocados em grupo de praticantes de musculação (TRM), grupo de praticantes de CrossFit (TRC) e grupo de sedentários (SDT). Picos de torque, coletados em um dinamômetro isocinético, foram utilizados para cálculo da razão I/Q. As comparações entre grupos foram realizadas por meio de ANOVA one way. Não foram encontradas diferenças significativas entre grupos para a razão I/Q de membro dominante. Entretanto, a razão I/Q de membro não-dominante foi significativamente maior no grupo TRC comparado ao grupo TRM (p<0,05). Também o pico de torque relativo à massa corporal no quadríceps foi significativamente maior no grupo TRM comparado ao grupo SDT e o pico de torque relativo à massa corporal nos isquiotibiais foi maior no grupo TRC comparado ao grupo SDT. Acredita-se, portanto, que possíveis lesões de joelho, frequentemente ocorridas entre praticantes de treinamento resistido, estejam mais provavelmente relacionadas à técnica de execução dos exercícios em si, que ao equilíbrio muscular.

Endereço: http://repositorio.unb.br/handle/10482/30997

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.