Análise do Estádio Como Construção de Um Habitus Esportivo: o Caso do Estádio Cícero Pompeu de Toledo

Por: Danilo Lutiano Valerio.

2017 páginas. 2017 19/05/2017

Send to Kindle


Resumo

Utilizando como referencial teórico as teorias de Capital, Habitus, Campo e Campo Esportivo, desenvolvidas pelo sociólogo francês Pierre Bourdieu, efetuou-se nessa Dissertação de Mestrado um estudo de caráter descritivo-analítico, com um enfoque histórico-social. A análise empreendida neste instrumento de pesquisa compreende um caso concreto que ocorreu no cenário esportivo nacional, que foi a construção do Estádio Cícero Pompeu de Toledo. A partir da teoria de Campo e Campo Esportivo, foi definido o futebol brasileiro como um espaço social de prática esportiva, demarcando o São Paulo Futebol Clube como um agente esportivo deste campo. A edificação desta obra erigida por esse personagem do cenário futebolístico do Brasil foi interpretada através das teorias de Capital e Habitus, o que nos permite apreender o Estádio do Morumbi como um elemento que possibilitou ao São Paulo Futebol Clube se diferenciar dentro do campo esportivo, além de entender as práxis que os dirigentes são-paulinos realizaram para poder erigir o seu estádio. Ao realizar esta análise, registrar-se um período (1970 1992) que se inicia após a construção do Morumbi, e vai até a conquista do primeiro título mundial do São Paulo Futebol Clube. Durante essa fase é reconhecido que a agremiação conquistou inúmeros êxitos esportivos, além de aumentar sua torcida por todo país, elucidando que o Estádio Cícero Pompeu de Toledo foi um dos possíveis fatores que proporcionaram a aquisição destes triunfos

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100139/tde-23062017-131724/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.