Análise do Nível de Resiliência, Auto-eficácia e Motivação Entre Bailarinos Alunos e Profissionais

Por: Tatyanne Roiek Lazier-leão.

113 páginas. 2016 16/12/2016

Send to Kindle


Resumo

Resumo: Este trabalho apresenta variáveis psicológicas de bailarinos alunos e profissionais. Trata-se de um estudo transversal, correlacional e de caráter descritivo. Têm como objetivo geral analisar as variáveis psicológicas, resiliência, auto-eficácia e motivação em bailarinos profissionais e alunos considerando os diferentes grupos. Também foram elencados objetivos específicos, sendo eles; Identificar os níveis de resiliência, auto-eficácia e motivação de bailarinos profissionais e alunos; Identificar bailarinos com características psicológicas semelhantes, considerando os diferentes grupos; Correlacionar os níveis de resiliência, auto-eficácia, motivação entre bailarinos com características psicológicas semelhantes. Fizeram parte deste estudo 112 alunos da Escola de Dança do Teatro Guaíra, 15 bailarinos profissionais do Balé Teatro Guaíra e 08 bailarinos profissionais do G2 Cia de Dança, totalizando 135 bailarinos. A avaliação das variáveis psicológicas foi realizada por meio de quatro questionários, Escala de Resiliência de Wagnild e Young (1993), Escala de Auto-Eficácia Geral Percebida de Schwarzer e Jerusalem (1995), Escala de Auto-Eficácia para Bailarinos de Silva, Luz, Afonso e Araújo (2015), Escala de Motivação para o Esporte II validade por Nascimento Junir et al. (2014). Para a análise de dados utilizou-se: análise de frequencia, Kuskall Wallis, Análise de Clusters hierárquica com o método Ward's method, ANOVA e Mann-Whitney, correlação de Spearmann, e de Pearson, qualidade das correlações foram mensuradas segundo os critérios de Landis e Koch (1977). Os resultados indicam que Profissionais e Alunos apresentam menor Autoconfiança, capacidade de adaptação a situações, nível elevado de auto-eficácia física e psicológica. O grupo de bailarinos alunos que apresentam características semelhantes, foram divididos em 3 Clusters, "Predominante", "Intermediário" e "Minoritário", enquanto que os bailarinos profissionais em dois grupos "Versado" e "Experiente". Os resultados evidenciaram que bailarinos profissionais e alunos apresentam altos valores de resiliência que evidenciam fatores como quanto a amizade, realização pessoal, satisfação e significado de vida, auto-eficácia física e psicológica. Além disso,os alunos do grupo "Predominante", apresentaram valores superiores aos demais, tanto nas dimensão já apresentadas como em resiliência. Quanto à independência e determinação, auto-eficácia geral percebida e motivação intrínseca e extrínseca. O grupo "Minoritário" foi aquele que mais se assemelhou aos demais grupos. E o grupo "Intermediário" foi o que obteve menores valores na maioria das dimensões avaliadas. Os profissionais se destacaram com altos valores de resiliência quanto a fatores que como independência e determinação. O grupo "Versado" apresentou baixa auto-eficácia física, enquanto que o grupo "Experiente" alcançou altos valores nessa dimensão. A idade dos grupos de bailarinos profissionais merece destaque, pois o grupo "Versado" apresentou uma mediana bem superior ao grupo "Experiente". Foram encontradas um grande número de correlações significativas, tanto positivas como negativas, porém nesse trabalho destacamos aquelas que apresentam correlações moderadas e fortes. No grupo de alunos resiliência alcançou o maior número de correlações significativas; e no grupo de profissionais foi a motivação. Constatou-se que Alunos e Profissionais da dança apresentam valores altos entre algumas das dimensões das variáveis psicológicas de resiliência, auto-eficácia e motivação. Os resultados também permitem afirmar que a dança tem um papel importante na construção de um perfil psicológico positivo.

Endereço: http://nou-rau.uem.br/nou-rau/document/?code=vtls000225650

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.