Análise do Projeto de Implementação dos Centros de Excelência em Basquetebol no Estado do Paraná na Década de 1990

Por: Beatriz Rebelo de Mato, Bruna Opieco Pereira, Jeniffer Jaqueline de Oliveira e Leonardo Girard Rodriguez.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Em 1994 teve início o governo de Jaime Lerner, o principal responsável pela elaboração de políticas públicas no campo esportivo, como a implementação dos Centros de excelência Rexona de Vôlei, a criação do Paraná Basquete, a fundação da sede curitibana da Universidade do Esporte e, posteriormente, a implementação dos Centros de Excelência em Basquetebol, entre outros projetos. Segundo Ricardo Lemes da Rosa (2009), a ideia inicial era inspirada nos Centros de Excelência Rexona de Vôlei, que haviam obtido êxito em sua proposta. O projeto foi efetivamente iniciado em 1998, sob a coordenação de Hortência Marcari[1], inicialmente financiado pelo Governo do Estado, custando 150 mil reais por mês aos cofres públicos, segundo o jornal Folha de São Paulo (1999). O fim do projeto Centros de Excelência de Basquetebol deu-se por influência do cenário político, o qual começou a ser tratado com certo descaso pelo governo, em parte por falta de investimento do mesmo e pela queda na popularidade do basquetebol e ascensão de outras modalidades esportivas, como o vôlei e o futebol. Nas eleições de 2002, com a vitória de Roberto Requião, ocorreu a descontinuidade de projetos e divergência de propostas governamentais e o projeto foi deixado de lado, devido a adoção do formato dos Jogos escolares. Considerando o cenário da década de 1990 das políticas esportivas no estado do Paraná e a linha cronológica do projeto dos centros de excelência em basquetebol e seus embasadores, torna-se relevante a análise de seu contexto geral, com o objetivo de verificar os erros e acertos do projeto, suas motivações e ideias iniciais, sua efetivação e motivos de encerramento. Considerando a relevância do contexto político para a análise proposta neste trabalho, foi utilizada a “análise de estilos políticos” desenvolvida por Klaus Frey (2000). A pesquisa apresenta caráter exploratório, utilizando-se de levantamento bibliográfico como teses e artigos científicos, assim como a análise de edições de diversos jornais referentes ao momento de interesse desse trabalho, a década de 1990. A alternância de poder pode ser identificada como um ponto que repercute na qualidade e continuidade dos programas e projetos políticos elaborados e implementados

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.