Análise dos Efeitos do Laser de Baixa Potência Relacionados Ao Estresse Oxidativo de Ratos Idosos Submetidos Ao Treinamento Aeróbio

Por: Simone Adriana Guaraldo.

76 páginas. 2014 18/12/2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar se a terapia com laser de baixa intensidade, usada em conjunto com o treinamento aeróbio, interfere com o estresse oxidativo, influenciando assim o desempenho de ratos idosos submetidos a um treinamento de natação. Materiais e Métodos: Um total de 30 ratos Wistar (norvergicos albinus) foram utilizados para este estudo: 24 ratos idosos, e 6 ratos jovens. Os animais idosos foram divididos aleatoriamente em 4 grupos designados da seguinte forma: Idosos-Controle; Idosos-Exercício; Idosos-Laser de baixa potência, grupo Idosos-Laser de baixa potência associado ao exercício e animais jovens-controles. A capacidade aeróbia (VO2 0.75 max) foi analisada antes e após o período de treinamento. Os grupos / Laser de baixa potência associado ao exercício e Idosos-Exercício foram treinados durante 6 semanas. O laser foi aplicado em 808 nm e 4 joules de energia para os grupos indicados em todo o treinamento. Os ratos foram sacrificados, e o tecido muscular recolhido para análise do índice de peroxidação lipídica (TBARS), glutationa (GSH), superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT). Resultados: diferenças estatisticamente significativas nos valores de VO2 0.75max foram observados para o idoso Laser associado exercício em relação ao grupo idoso controle (p <0,01) e também na comparação grupo exercício (p <0,05) . Os resultados indicam que a atividade de enzimas antioxidantes catalase (CAT), superóxido dismutase (SOD) e glutationa-peroxidase (GPx) foi superior e estatisticamente significativa (p <0,05) para a associação de laser e exercício quando comparado com o grupo de laser e grupo exercício. Também foi observado que os animais jovens apresentaram para a atividade de enzimas antioxidantes menores e valores estatisticamente significativos no grupo idoso. O laser de baixa potência associado exercício o grupo apenas com exercício e o grupo apenas laser também foram capaz de atenuar a concentração de TBARS com (p> 0,05). Conclusão: Os resultados sugerem que a terapia com laser, em conjugação com o treinamento aeróbio pode proporcionar uma abordagem terapêutica para a redução do stress oxidativo, bem como o aumento no VO2 0.75max alométrico, indicando juntamente com o aumento da velocidade média que melhorou o desempenho em animais idosos tratados com LBI associada com treinamento aeróbio por natação.

Endereço: https://bibliotecatede.uninove.br/handle/tede/1350

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.