Análise dos Gastos em Esporte e Lazer nos Municípios de Minas Gerais nos Anos de 2008 a 2012

Por: Marcos Miguel Guimarães Campos.

148 páginas. 2015 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O tema investimentos em esporte e lazer tem sido uma problemática emergente, fortalecido pela crescente sistematização de políticas públicas que buscam consolidar aspectos que influenciam o bem-estar da população nas diferentes regiões. A investigação desse campo tem se legitimado, principalmente, com a disponibilidade e distribuição de recursos públicos, importantes para subsidiar ações de políticas públicas nesta área, com a finalidade de contribuir para uma maior democratização de suas práticas. As análises das Políticas Públicas nos auxiliam a compreender o planejamento e o direcionamento dos investimentos no plano especifico das políticas; o investimento e os gastos fornecem indicações sobre o alcance e o caráter redistributivo destes, portanto, implicam em analisar os gastos constatando quais demandas ou manifestações são priorizadas. A partir desta ideia, analisamos os gastos em esporte e lazer com o objetivo de lançar uma leitura da problemática referente às políticas para o esporte e lazer, através do estudo sobre os gastos realizados, concentrando-se nos investimentos realizados pelos municípios mineiros nos anos de 2008-2012, correlacionando-os com índices e indicadores que aferem o desenvolvimento humano nos municípios. A partir da experiência de construção da metodologia de pesquisa, utilizada neste trabalho, consideramos pertinente apontar verdadeiro propósito da publicização dos gastos públicos, e, não somente publicação. Assim, esse processo de analisar os gastos em esporte e lazer é também uma maneira de pressionar os gestores para tornar seus orçamentos mais transparentes e, tecnicamente, acessíveis. Esse foi o princípio que norteou este estudo e que nos remeteu ao esforço metodológico para compreensão dos gastos e sua relação com os índices que aferem o desenvolvimento humano dos municípios. Na análise, percebemos, uma variação e a ausência de regularidade nos gastos realizados, pressupondo uma inconsistência nos gastos, indicando a falta de diretrizes nas políticas públicas para o setor, e por outro lado, indicando que os gastos realizados tendem a atender políticas clientelistas e seletivas. É inegável que a percepção dos gastos públicos pode ser um poderoso instrumento de reivindicação e denúncia pela Sociedade. 

Endereço: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/169340

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.