Análise do Efeito da Idade Relativa no Basquetebol Brasileiro

Por: Eduardo Macedo Penna, Renato Melo Ferreira e Varley Teoldo da Costa.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:
O Efeito da Idade Relativa, que consiste na vantagem obtida pelo atleta nascido mais próximo ao início do ano de seleção, tem se mostrado uma variável importante para o desenvolvimento de talentos em diversas modalidades, especialmente aquelas que possuem sua estruturação a divisão das categorias de base em grupos onde o critério adotado é a idade cronológica dos atletas. Logo o objetivo deste estudo foi avaliar o quartil (trimestre) de nascimento de atletas profissionais que disputaram o campeonato brasileiro adulto de basquetebol, temporada 2009/2010 para a verificação da presença ou não do Efeito da Idade Relativa nessa modalidade.

Métodos e resultados
A amostra foi composta pelos 179 atletas inscritos na competição, todos do gênero masculino, pertencentes aos 15 clubes participantes do campeonato em questão na temporada 2009/2010. A ferramenta de captação dos dados foi o site oficial da Confederação Brasileira de Basquetebol. Para essa comparação, foi empregado o teste de qui-quadrado, adotando-se um nível de significância de 5%. Uma posterior análise de proporção 2x2 com correção de Bonferroni foi realizada para encontrar onde estariam as possíveis diferenças. Diferentemente de outras modalidades, não foram encontradas diferenças significativas na distribuição dos quartis de nascimento de atletas profissionais de basquetebol no Brasil, não havendo dominância dos primeiros quartis.

Conclusão:
Concluiu-se que o efeito da idade relativa não é um fator que pode influenciar a seleção de jogadores de basquetebol no Brasil.

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.