Análise do Efeito da Idade Relativa Entre os Jogadores de Futebol: Estudo do Caso na Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior 2010

Por: Adeiton dos Santos Gonzaga, Henrique Bueno Américo e Israel Teoldo da Costa.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:
O objetivo do presente estudo foi verificar a presença do efeito da idade relativa (EIR) entre os jogadores que participaram da Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior 2010.

Materiais e métodos:
Foram coletados os dados referentes às datas de nascimento de 150 jogadores que participaram da competição. Os dados foram coletados através da ficha de inscrição dos jogadores e, posteriormente, registrados em uma planilha Windows Excel 2010, onde foram organizados em quartis, de acordo com o mês de nascimento dos atletas: Q1- janeiro, fevereiro e março; Q2- abril, maio e junho; Q3- julho, agosto e setembro; e Q4- outubro, novembro e dezembro. Para análise estatística foi utilizado o software SPSS for windows, versão 18.0. Foi aplicada estatística descritiva, teste de normalidade (Kolmogorov-Smirnov) e teste qui-quadrado (χ²). Foram observados os seguintes resultados na frequência dos jogadores entre os quartis: Q1- 65 jogadores, Q2- 43 jogadores, Q3- 29 jogadores e Q4- 13 jogadores. O teste do qui-quadrado (χ²) revelou diferenças estatisticamente significativas na frequência dos dados, verificados entre Q1 e Q2 (χ²(1)=4,481; p=0,034); Q1 e Q3 (χ²(1)=13,787; p<0.001); Q1 e Q4 (χ²(1)=34,667; p<0.001); Q2 e Q4 (χ²(1)=16,071; p<0,001) e Q3 e Q4 (χ²(1)=6,095; p = 0,014).

Conclusão:
Conclui-se que o efeito da idade relativa está presente entre os jogadores que participaram da Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior 2010.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.