Análise Eletromiográfica de Músculos do Abdome e Reto Femoral em Exercícios Abdominais com e Sem Superfície Instável

Por: Daniela Cristina de Oliveira Silva, Dioniz Bezerra da Silva, Fausto Berzin, Frederico Balbino Lizardo, Gilmar da Cunha Sousa, Jacqueline Pereira Moraes Resende e Roberto Bernardino Júnior.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.32 - n.2 - 2018

Send to Kindle


.Resumo

Os exercícios abdominais são realizados visando a prevenção e/ou reabilitação de dores na região lombar, a melhoria do rendimento atlético, aumento da resistência e força do tronco durante o desempenho das atividades da vida diária e pela estética. Objetivou-se analisar e comparar a atividade eletromiográfica dos músculos rectus abdominis parte superior (RAS) e parte inferior (RAI), obliquus externus abdominis (OE), obliquus internus abdominis (OI) e rectus femoris (RF) durante o exercício abdominal tradicional com e sem a utilização do bosu e bola de ginástica. A amostra foi composta por dez voluntários do gênero masculino, fisicamente ativos e sem distúrbio neuromuscular. A coleta de dados foi realizada utilizando-se eletrodos de superfície diferenciais simples, com ganho de 20 vezes, e registrada por meio de um eletromiógrafo computadorizado. O sinal eletromiográfico foi quantificado pela Raiz Quadrada da Média (Root Mean Square [RMS]) e normalizado (RMSn) pela Contração Isométrica Voluntária Máxima. Os dados foram submetidos à análise estatística paramétrica, empregando-se teste de análise de variância de medidas repetidas (Anova). Os resultados demonstraram que atividade do músculo RAS no exercício com bosu foi significativamente maior em relação ao tradicional (p < 0.05), todavia, não foram encontradas diferenças significativas (p > 0.05) para músculos RAI, OE, OI e RF, entre todos exercícios abdominais (tradicional, bosu e bola de ginástica). Conclui-se que a utilização do bosu no exercício abdominal pode ser um fator desejável e necessário em estágios específicos de programas de reabilitação e/ou treinamento físico, principalmente quando objetiva-se aumentar o recrutamento da parte superior do músculo rectus abdominis (RAS).

Endereço: https://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/166722

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.