Analise Eletromiográfica da Puxada Por Trás e Pela Frente em Praticantes de Musculação do Gênero Masculino

Por: Carlos Sandro Coelho Carpenter.

123 páginas. 2005

Send to Kindle


Resumo

O exercício de puxada é freqüentemente utilizado em academias, entretanto quando se usa a barra por trás da cabeça, esta execução é bastante questionada sobre a ativação eletromiográfica. O objetivo deste trabalho foi de comparar a atividade elétrica entre a puxada por trás com a pela frente. No presente estudo, obtemos sinal de EMG dos músculos: bíceps braquial, tríceps cabeça longa, latíssimos do dorso, trapézio e peitoral usando a valor total de RMS em três diferentes situações: com cadência 80% de 1 RM (CT80), sem cadência 80% de 1 RM (SCT80) e sem cadência 70% de 1 RM (SCT70%). As três condições foram realizadas na mesma ordem. Doze sujeitos treinados (78, 1± 6,6 kg; 176,9± 5,6 cm) em ambas as condições foram testados em dois dias diferentes. Descrição cinemática bidimensional (20) foram feitas com o software gratuito Dgeeme e analisado a posição, velocidade e aceleração para o cotovelo e ombro. Foram feitas mensurações do valor RMS para todo o tempo de tensão muscular e comparado músculo a músculo ente as condições usando um pacote estatístico ao qual utilizou-se a ANOVA (análise de variância), para medir diferença estatística (p

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2176&listaDetalhes%5B%5D=2176&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.