Análise Ergonômica em Ambiente Doméstico

Por: Ana Paula Mendes.

Revista da Educação Física - UEM - v.16 - n.1 - 2006

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo verificar a relação do ambiente de trabalho das donas-de-casa da cidade de Maringá-PR, no que se refere à ergonomia da bancada da pia, da mesa de passar roupa e da altura do tanque, com a prevalência de dor como sintoma músculo-esquelético. Para tanto foi aplicado um questionário para 100 donas de casa, nos meses de julho e agosto de 2004, bem como verificada a ergonomia dos utensílios de trabalho doméstico. Os resultados obtidos não revelaram correlação entre os padrões de normalidade propostos pelo protocolo de Iida (2002) e a presença de dor. Conclui-se, com base nesses resultados, que os aspectos ergonômicos pesquisados não estão diretamente relacionados com o quadro álgico das donas de casa; no entanto, em associação, esses aspectos ergonômicos com os fatores ambientais, como a falta de atividade muscular e de orientações quanto aos ajustes de utensílios e mobiliários, podem representar um agravante para as condições de saúde dessa categoria profissional.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3346/2393

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.