Análise do Esquema Corporal e Imagem Corporal na Dança de Salão e Seus Aspectos Motivacionais

Por: Cristiane Costa Fonseca.

2008 18/12/2008

Send to Kindle


Resumo

A dança é uma forma expressiva de movimentos guiados pela música. Dançar desperta emoções positivas, prazer e socialização. São esses fatores que motivam o indivíduo a dançar e os mantém empenhados na atividade. A dança de salão proporciona contato com o próprio corpo e com o corpo do parceiro permitindo que ambos vivenciem diferentes estímulos sensoriomotores no espaço e no tempo. Dançar alimenta o sistema nervoso com informações proprioceptivas, exteroceptivas e emocionais que são estímulos fundamentais para formação e desenvolvimento do esquema corporal e da imagem corporal. A imagem corporal e o esquema corporal têm funções complementares no indivíduo, mas são fenômenos distintos. A imagem corporal é um componente psíquico que representa a imagem mental que o indivíduo tem de si mesmo. É resultado da interação entre percepção e concepção. O esquema corporal é um componente neurológico que permite ao indivíduo ter consciência dos segmentos corporais e posição que seu corpo ocupa no espaço. Na dança de salão os casais se deslocam no espaço, em pares, com movimentos em diferentes planos e eixos estimulando no indivíduo sua noção de espaço e corpo. Dançar em ritmo musical em companhia de um parceiro também promove alteração dos estados psíquicos. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi verificar os efeitos da dança de salão no esquema corporal e na imagem corporal de indivíduos iniciantes na prática e analisar os aspectos motivacionais que fazem os indivíduos buscarem a dança e se manterem empenhados na prática. Observamos que, à semelhança de outros estudos a dança de salão vem sendo procurada por proporcionar prazer, satisfação, possibilidade de aprendizado e realização pessoal. Além disso, a prática dessa atividade trouxe benefícios positivos na percepção corporal dos sujeitos pesquisados. Os indivíduos apresentaram melhora na percepção da altura dos segmentos corporais e na percepção da largura do ombro depois de concluído o módulo Iniciantes. A dança de salão também promoveu melhora na auto-imagem dos participantes, principalmente as mulheres, que passaram a perceber o contorno corporal mais próximo do que consideram o ideal.

Endereço: http://www.usjt.br/biblioteca/mono_disser/mono_diss/2009_078_fonseca.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.