Análise da Flexibilidade Segmentar e Prevalência de Lesões no Futebol Segundo Faixa Etária

Por: Charles Taciro, Danielle Almeida de Sena, Francislayni Marchiori Ferreira, Renata Helena Galvão de Melo, Rodrigo Luiz Carregaro e Silvio Assis de Oliveira Júnior.

Fisioterapia e Pesquisa - v.20 - n.4 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Retrações musculares têm apresentado relações com má postura e Lesões Desportivas (LD) em jogadores de futebol jovens e adultos. Este estudo teve por objetivo avaliar a flexibilidade articular, extensibilidade muscular e prevalência de LD em praticantes de futebol, relacionando-as com a faixa etária. A casuística integrou 170 participantes do sexo masculino, procedentes das equipes de base profissionalizante e profissional de um clube desportivo de Campo Grande (MS). Os participantes foram distribuídos em três grupos: G1 (infantojuvenil), G2 (adolescentes) e G3 (adultos). Para a tomada de informações sobre lesões, utilizou-se de um inquérito de morbidade referida. Foram realizadas análises para caracterização antropométrica, flexibilidade articular, extensibilidade muscular e alinhamento corporal. Em relação à prevalência de LD, foram registrados 55 LD durante as duas últimas temporadas, sendo que 48 participantes (28,23%) relataram presença de LD. O G3 revelou a maior taxa de prevalência de LD, totalizando 0,68 LD/atleta. A taxa de lesão por atleta lesionado apresentou-se maior no G2, com 1,4 LM/atleta lesionado. O G2 apresentou maior grau de flexibilidade articular do quadril, com alcance de 26,3±8,0 cm no teste de sentar e alcançar. O G3 apresentou os maiores índices de prevalência de retração para flexores de quadril. Ao teste de Schöber, o G2 mostrou a maior prevalência de inflexibilidade lombar. Conclui-se que atletas profissionais têm maior incidência e prevalência de LD. Os índices de inflexibilidade foram particularmente importantes em faixas etárias mais jovens, sugerindo que uma possível interação entre atributos intrínsecos e extrínsecos se associe a distúrbios musculoesqueléticos em jovens atletas.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-29502013000400007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.