Análise da Infraestrutura das Federações Esportivas do Estado de Pernambuco

Por: Ângelo de Andrade Rodrigues dos Santos, Antônio Vinicius Neves Barbosa, , , , Thiago Seixas dos Santos e .

1º Congresso Internacional Sobre Gestão do Esporte e 4º Congresso Brasileiro Sobre Gestão do Esporte

Send to Kindle


Resumo

Para que o esporte possa desenvolver-se é necessário pensá-lo sob diversos aspectos, entre eles a sua infraestrutura. Contudo, a infraestrutura esportiva enquanto objeto deste estudo deve ser planejada e estruturada a partir de critérios científicos para torná-la sustentável economicamente e socialmente. Para que isso ocorra são indispensáveis políticas públicas de apoio as federações esportivas. Ao pensar no esporte de alto rendimento, associa-se de forma objetiva ao papel das federações no desenvolvimento desta dimensão do esporte. As federações são organizações esportivas responsáveis pelo fomento do esporte de rendimento no sistema esportivo local e a sua infraestrutura possibilita a manutenção de treinamentos de seus atletas, a criação e operacionalização de eventos esportivos no Estado. O objetivo da pesquisa é identificar a realidade da infraestrutura das Federações Esportivas do Estado de Pernambuco. Quanto aos métodos, inicialmente, utilizou-se de processos exploratórios decorrentes da bibliografia relativa à temática. Em sequência, realiza-se uma intervenção de campo entre cinquenta e duas federações esportivas do Estado de Pernambuco no período de fevereiro a julho de 2010. Obtiveram-se os dados mediante aplicação de questionário com 10 perguntas fechadas, cujo tratamento decorre do processo de estatística descritiva. Ambos os procedimentos se inspiram em Sarmento, Pinto e Oliveira (2006) e a escolha dos entrevistados foram balizadas em Lopez e Luna-Arocas (2000). Os dados revelam que 59% das federações esportivas possuem sedes cedidas e apenas 45% possuem instalações esportivas próprias para o treinamento de suas equipes. No que diz respeito a materiais e equipamentos para a realização de treinamento e competições, apenas 55% afirmam ter acesso, e 83% julgam que os materiais existentes são insuficientes para as atividades desenvolvidas na federação. Conclui-se que a infraestrutura das federações esportivas do Estado de Pernambuco encontram-se bastante deficitária, o que dificulta os procedimentos de gestão esportiva balizados nas funções administrativas. A carência desta infraestrutura reflete também as políticas públicas que vem sendo desenvolvidas neste campo de intervenção.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.