Análise do modelo de avaliação física aplicado aos árbitros de futebol pela Fifa

Por: , e Matheus Santos Cerqueira.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.17 - n.6 - 2011

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: A fim de controlar e selecionar os árbitros para atuação no futebol profissional, a Fédération Internacionale de Football Association (FIFA) propôs a realização de testes físicos. Entretanto, a proposta inicial de avaliação sofreu modificações com o passar dos anos, e o modelo atual parece não ser ideal para avaliar os árbitros, de acordo com o perfil de exigência física demonstrada durante os jogos. OBJETIVOS: Assim, os objetivos deste estudo foram: identificar a carga física de árbitros de futebol e determinar as demandas fisiológicas associadas ao esforço físico realizado durante as partidas oficiais e analisar o modelo atual de avaliação física dos árbitros de futebol. CONCLUSÃO: O árbitro percorre em média 10.000m durante uma partida, sendo a maior parte do tempo percorrida com atividades de baixa intensidade. O perfil de movimentação é intermitente e a demanda energética tem predominância do sistema aeróbico, com importante participação do sistema anaeróbico. Os testes aplicados atualmente não são compatíveis com o padrão de exigência física de um árbitro durante uma partida de futebol.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922011000600012&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.