Análise da Prática de Atividades Físicas Motivada Pela Insatisfação com a Imagem Corporal

Por: e Danila Gomes.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução: É crescente a intenção de jovens em praticar exercícios físicos tendo
como principal objetivo a modelagem corporal, fato comprovado em estudo
envolvendo adolescentes, com idades entre 14 a 19 anos, de ambos os sexos, em
uma escola pública do município de São Paulo. O estudo analisou diversos aspectos
da relação entre o indivíduo e a percepção de sua imagem corporal, que é uma
construção subjetiva e histórica social que influi diretamente em seu comportamento,
principalmente em suas práticas corporais e alimentares. Compreendendo como se
forma a concepção de imagem corporal vemos que os valores capitalistas e a lógica
do mercado da sociedade contemporânea se refletem em todas as dimensões da
vida humana. Entre essas dimensões, encontra-se o corpo, meio pelo qual o homem
está e é no mundo e às práticas corporais a ele ligadas. A mídia e a lógica de mercado
são os principais aparelhos ideológicos que influenciam as relações sociais na
atualidade. O mercado criou o que denominamos "cultura do corpo" e oferta os
mais variados produtos e serviços aos adeptos da corpolatria. Como ideal a mídia
valoriza um corpo esbelto e torneado, atrelando-o à conquista da felicidade, atingível
por qualquer indivíduo que consuma seus produtos e viva da forma como dita a
moda da geração saúde. A lacuna entre a imagem que temos de nosso corpo e a que
desejaríamos ter cria uma insatisfação incômoda, que incentiva a adoção de alguma
prática que favoreça a reconstrução do corpo. A prática de atividades físicas
configurara-se como uma das principais opções para a satisfação desse desejo.
Estimuladas pelo discurso de cuidado com o corpo, não faltam no mercado opções
de práticas corporais acessíveis a todas as camadas sociais. Materiais e métodos:
questionário semi estruturado em 728 jovens de ambos os sexos, com idades entre
14 a 19 anos, estudantes de uma escola pública de São Paulo. Resultados: Entre os
participantes, 140 meninos e 182 meninas afirmam que a insatisfação com seus
corpos os levam a adotar uma atividade física, sendo que 190 meninos e 218 meninas
utilizam a atividade física como meio de modelagem corporal. Conclusões: Um dos
motivos que leva o indivíduo à prática de atividades físicas é a preocupação com a
reconstrução do corpo. O profissional da área deve estar preparado para lidar com
essa questão, de forma a incentivar a avaliação crítica da relação corpo-indivíduo,
favorecendo a compreensão das individualidades e pontecialidades de cada um

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/78_Anais_p447.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.