Análise do Processo de Ensino-aprendizagem-treinamento do Voleibol Mirim Masculino Catarinense

Por: André Luís Donegá.

2007 30/06/2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo geral desta pesquisa foi caracterizar o processo ensino-aprendizagemtreinamento do voleibol mirim masculino, implementado nos clubes catarinenses com tradição nessa modalidade. Para tanto, realizou-se uma pesquisa descritivo-exploratória. Participaram do estudo 54 atletas, do gênero masculino, bem como os respectivos treinadores. Para analisar-se as sessões de treinamento o instrumento adaptado concentrouse basicamente em três esferas gerais: complexidade das atividades, complexidade das tarefas e complexidade do campo ecológico. Utilizou-se uma entrevista semi-estruturada que foi realizada face-a-face com os treinadores. As questões partiram de temas geradores, para obter-se informações sobre a biografia do treinador, as fontes de conhecimentos, a abordagem pedagógica e o planejamento desenvolvido nas sessões. Os dados foram analisados, inicialmente, através da estatística descritiva (média, freqüência percentual e desvio padrão). Na análise das variáveis foi utilizado o teste Qui-Quadrado, contidos no programa SPSS, versão 11.0. O nível de significância adotado foi de p< 0,05. Foram analisadas semanas típicas de treinamento dos períodos de preparação básica e específicadurante a temporada esportiva de 2006 de cada equipe. Os principais resultados obtidos indicaram uma tendência dos treinadores em privilegiar processos metodológicos similares à lógica do jogo. Contudo, constatou-se grande variedade de progressões e combinações de fundamentos utilizados pelos treinadores, confirmando não haver um modelo único e padronizado de exercícios a ser seguido pelos treinadores desta categoria; e que esta diversidade no modo de ensinar é influenciada por diferentes fatores, entre os quais: sua formação inicial e continuada, sua trajetória profissional e sua relação com os atletas. De maneira geral os atletascorresponderam às tarefas propostas pelos treinadores, participando ativamente, auxiliando os demais atletas, poucas vezes alterando o grau de dificuldade das atividades e também na espera da sua realização. Pode-se afirmar que houve uma semelhança nos comportamentos assumidos pelos treinadores da categoria mirim durante as sessões de treinamento e todos procuraram orientar e corrigir a execução dos fundamentos técnicos e táticos, fornecendo “feedbacks” aos atletas. As principais fontes de conhecimento dos treinadores são as experiências anteriores enquanto atleta, a continuidade da formação inicial e continuada, a troca de experiência com outros treinadores, a participação em cursos técnicos de voleibol realizado pela confederação brasileira, além do aperfeiçoamento da prática no transcorrer das sessões de treinamento. Sobre as concepções metodológicas as opiniões dos treinadores são idiossincrasias ao elegerem a técnica e a tática como fundamentais no processo de ensino-aprendizagem do voleibol, contudo, não possuem um consenso comum sobre as formas de ensino.

Endereço: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/90216

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.