Análise Semiótica do Vídeo Assim é Ser Criança: o Papel do Jogo de Faz-de-conta no Protagonismo e Autoria das Crianças

Por: André da Silva Mello, Raquel Firmino Magalhães Barbosa, Rodrigo Lema Del Rio Martins e Victor Reis Mazzei.

Motrivivência - v.30 - n.56 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O artigo focaliza o vídeo de animação “Assim é ser criança”, do Mundo Bita, cujas exibições acontecem na rede social Youtube. O objetivo do estudo é analisar, a partir dessa animação, o papel do jogo de faz-de-conta nas criações infantis. Criatividade, ludicidade e produção cultural são alguns traços exibidos pelos personagens infantis no vídeo em questão nesse artigo e servem como reflexão para que professores repensem suas práticas pedagógicas no intuito de valorizar o protagonismo das crianças em suas aulas. No processo de análise, utiliza-se o método semiótico proposto por Charles Sanders Peirce, em diálogo com a Sociologia da Infância e com os Estudos do Cotidiano, para interpretação dos signos e na desocultação dos sentidos propostos pelos criadores desse material audiovisual.

Referências

ASSIS, Lívia Carvalho. Por uma perspectiva pedagógica para intervenção da Educação Física com a Educação Infantil. 181 fls. Dissertação (mestrado em Educação Física). Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória, 29/05/2015.

BARBOSA, Raquel Firmino Magalhães; MARTINS, Rodrigo Lema Del Rio; MELLO, André da Silva. Brincadeiras Lúdico-Agressivas: tensões e dificuldades no cotidiano da Educação Infantil. Movimento, Porto Alegre, v. 23, n. 1, p. 159-170, jan./mar. de 2017.

BENJAMIN, Walter. Reflexões: a criança, o brinquedo, a reflexão. São Paulo. Summus, 1984

CERTEAU, Michel de. Teoria e método no estudo das práticas cotidianas. In: ENCONTRO COTIDIANO, CULTURA POPULAR E PLANEJAMENTO URBANO, 1985, São Paulo, Anais... São Paulo: FAU/USP, 1985, p. 3-19.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes do fazer. 22 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

CORSARO, William. Reprodução interpretativa e cultura de pares. In: MULLER, F. A.; CARVALHO, M. A. (Org.), Teoria e prática na pesquisa com crianças: diálogos com William Corsaro. São Paulo: Cortez, 2009.

FINCO, Daniela, & OLIVEIRA, Fabiana. (2011). A sociologia da pequena infância e a diversidade de gênero e de raça nas instituições de educação infantil. In A. L. G. Faria & D. Finco (Orgs.), Sociologia da infância no Brasil (pp. 55-80). Campinas: Autores Associados.

PIERCE, Charles Sanders. Semiótica. São Paulo: Perspectiva, 2015.

PINTO, Ana Virgínia Gomes de Souza. A brincadeira de faz-de-conta e a teoria da mente. In: Revista Anagrama: Revista Científica Interdisciplinar de Graduação. Ano 4 –Ed. 3, março-maio, 2011.

ROSE, Diana. Análise de imagens em movimento. In: BAUER, Martin W; GASKELL, George (Orgs.). Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. 10. Ed. Petrópolis, RV: Vozes, 2012.

SANTAELLA, Lúcia. O que é semiótica. São Paulo: Brasiliense, 1983.

SANTAELLA, Lúcia. Teoria geral dos signos: como as linguagens significam as coisas. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2004.

SARMENTO, Manuel. Os ofícios da criança. In: Congresso Internacional “Os Mundos Sociais e Culturais da Infância”, 2, 2000, Braga. Anais... Braga: Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho. v. II. p. 125-145.

SARMENTO, Manuel.Gerações e alteridade: interrogações a partir da sociologia da infância. In: Educ. Soc., Campinas, vol. 26, n. 91, p. 361-378, Maio/Ago. 2005

SARMENTO, Manuel. A sociologia da infância e a sociedade contemporânea: desafios conceituais e praxeológicos. ENS, R. T.; GARANHANI, M. C. (Org.). Sociologia da Infância e a formação de professores. Curitiba: Champagnat, 2013, p. 13-46.

SARMENTO, Manuel; PINTO, Manuel. As crianças e a infância: definindo conceitos, delimitando o campo. In: As crianças: contextos e identidades. Braga: Universidade do Minho, 1997.

SOARES, Natalia Fernandes; SARMENTO, Manuel Jacinto; TOMÁS, Catarina. Investigação da infância e crianças como investigadoras: metodologias participativas dos mundos sociais das crianças. In: Nuances: estudos sobre educação – ano XI, v. 12, n. 13, jan./dez. 2005.

VOLLI, Ugo. Manual de semiótica. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

WULF, Christoph. Aprendizagem cultural e mimese: jogos, rituais e gestos. In: Revista Brasileira de Educação, v. 21, n. 66, jul.-set. 2016.

Endereço: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n56p155

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.