Análise da Validade dos Parâmetros Absolutos e Relativos Para o Cálculo da Potência Anaeróbia no Rast

Por: , Bruno Mezêncio, Jacielle Carolina Ferreira, João Gustavo de Oliveira Claudino, , , Rafael Soncin e Rudolf Huebner.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.28 - n.1 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar a validade dos parâmetros de potência absolutos e relativos do Running-based Anaerobic Sprint Test (RAST) com base no teste de Wingate (WAnT). Doze voluntários do sexo masculino com idade de 25,50 anos (± 2,32) realizaram os testes RAST e WAnT. Foram observados valores significativos (p < 0,01) de correlação para a potência máxima absoluta (r = 0,76) e para a potência média absoluta (r = 0,74) dos testes, entretanto, os valores relativos apresentaram correlações não significativas (r = 0,54 e 0,27 respectivamente). Todos os parâmetros analisados apresentaram diferenças significativas (p < 0,01) na comparação entre WAnT e RAST. Desta forma, os resultados sugerem que apenas os parâmetros de potência absoluta do RAST são válidos. Assim ao aplicar o RAST para avaliação e/ou prescrição de treinamento, ou em pesquisas científicas, devem ser usados preferencialmente os parâmetros absolutos do teste.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1807-55092014000100007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.