Ansiedade Competitiva Entre Sexos: Uma Análise de Suas Dimensões e Seus Antecedentes

Por: Cristina Landgraf Lee Manoel.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.8 - n.2 - 1994

Send to Kindle


Resumo

O propósito deste estudo foi o de examinar: a. diferenças entre o sexo feminino e masculino nas dimensões de intensidade e direção da ansiedade-estado multidimensional competitiva: b. diferenças entre os sexos nos antecedentes situacionais da ansiedade-estado e da auto-confiança. Fizeram parte da amostra 25 homens e 25 mulheres praticantes do atletismo. Os sujeitos responderam a versão modificada do questionário CSAI-2, que incluiu a nova dimensão da direção, e mais 6 fatores antecedentes. Todos foram respondidos uma hora antes da competição. Os resultados foram analisados através da ANOVA e análises "Stepwise Multiple Regression" Os resultados não revelaram diferenças significativas entre os sexos tanto na intensidade quanto na direção dos componentes da ansiedade. Porém, os homens reportaram maiores índices de auto-confiança e perceberam seus sintomas como mais facilitativos para a “performance” do que as mulheres. Contrariamente às expectativas, nenhuma das variáveis situacionais anteciparam a ansiedade cognitiva. Por outro lado. o item "anos de experiência" foi um antecedente significante da ansiedade somática. Entretanto, muitos fatores emergiram como antecedentes da auto-confiança em ambos os grupos. São discutidas as possíveis razões para os resultados encontrados em diferenças entre os sexos, a importância da auto-confiança, a utilidade da versão modificada do CSAI-2 e as implicações práticas para ajudar os atletas nas suas preparações psicológicas

Endereço: https://doi.org/10.11606/issn.2594-5904.rpef.1994.138433

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.