Ansiedade e Desempenho: Um Estudo com Uma Equipe Infantil de Voleibol Feminino.

Por: Anderson Luiz Gomes, Christi Noriko Sonoo, Mara Laiz Damasceno, Mirieli Denardi Limana e Schelyne Ribas Silva.

Motriz - v.16 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a ‘ansiedade traço’ e ‘ansiedade estado’ e sua relação com o desempenho pré-competitivo e competitivo no voleibol. O caso estudado foi uma equipe de voleibol feminina infantil. Utilizou-se como instrumentos de medida os protocolos CSAI–II e o SCAT. A coleta de dados ocorreu nos locais de treinamento e durante os Jogos Colegiais 2005. Para a análise dos dados utilizou-se estatística descritiva e o teste “t” de Student. Os resultados indicaram: ‘ansiedade traço’ pré-competitiva e competitiva sem diferenças significativas, porém na ‘ansiedade estado’ observou-se diferença significativa (P=0,05) para o componente cognitivo. Verificou-se um equilíbrio entre os componentes da ‘ansiedade estado’ na fase preparatória pelas vitórias em todos os jogos, o que se mostrou diferente na fase competitiva, onde a equipe sofreu duas derrotas. Conclui-se que a ansiedade pode afetar o desempenho das atletas na situação competitiva nesta modalidade e categoria estudada.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1980-6574.2010v16n3p629

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.