Ansiedade Pré-competitiva e Esporte: Estudo com Atletas Universitários

Por: Cassiel Casagrande de Oliveira, Mário Luiz Couto Barroso, Raquel Walter Pacheco e .

Conexões - v.13 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo investigou o nível de ansiedade de 65 atletas universitários de esportes coletivos, de ambos os sexos (média de idade 22,72 ± 3,31 anos) e praticantes de Futsal, Handebol e Voleibol. O instrumento de coleta de dados utilizado foi a versão brasileira do Sport Competition Trait Anxiety Test (SCAT) ou Teste de Ansiedade-Traço Competitiva, cuja finalidade é identificar o perfil de ansiedade no período pré-competitivo. De maneira geral, os resultados indicaram que o nível de ansiedade dos atletas universitários foi de 20,10 ± 3,52 pontos, o que os caracteriza com perfil de “média ansiedade-traço”. Não houve associação significativa do nível de ansiedade dos atletas com o sexo, com a modalidade praticada ou com a classificação final da equipe na competição, embora tenha se verificado que o sexo feminino apresentou níveis de ansiedade mais elevados, seja no âmbito geral ou na especificidade de cada modalidade em particular. Sugere-se que sejam realizados mais estudos sobre ansiedade pré-competitiva em modalidades coletivas, ampliando o número de participantes e investigando mais a fundo as comparações entre os sexos e modalidades, além da possível relação entre esse constructo e a classificação final das equipes em competições.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8640872

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.