Aos Passos com B-boys: Individuações e Reflexividades de Uma Prática

Por: Leandro Rogério Pinheiro.

Revista Brasileira de Educação - ANPED - v.22 - n.71 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Este ensaio resulta de interlocuções com ativistas do hip-hop e atenta aos debates sobre os processos de individuação vivenciados nas relações sociais contemporâneas. Propõe-se a problematizar como a prática de breakdance tem contribuído à individuação identitária de dançarinos do Restinga Crew, grupo atuante em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. As proposições de Alberto Melucci e de Danilo Martuccelli são as principais referências, e a pesquisa foi efetivada nos anos de 2013 e 2014, mediante observação in loco e realização de entrevistas narrativas. O texto destaca as dinâmicas reflexivas produzidas pela crew, considerando as possibilidades de singularização individual gestadas aí, em articulação ao reconhecimento dos pares e à pertença coletiva. Argumenta-se que os desafios experenciados nesse sentido ambientaram produção de capitais culturais e sustentavam inserções em outros espaços sociais.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=1413-247820170004&lng=pt&nrm=iso

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.