Aplicação de Protocolo de 8 Semanas de Treinamento Utilizando Método Pilates : Avaliação Eletromiográfica da Musculatura Abdominal e Pico de Torque no Dinamômetro Isocinético

Por: Kelly Cristina Gavião.

2015 28/01/2015

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho teve como objetivo verificar a influência de oito semanas de sessões de Método Pilates nas respostas eletromiográficas e pico de torque da musculatura abdominal, em jovens do sexo feminino. Foram selecionadas para o estudo 20 voluntárias universitárias, com idade entre 18 e 25 anos, fisicamente ativas, que foram classificadas, aleatoriamente, em dois grupos: Grupo experimental (GE) e grupo Controle (GC). As voluntárias do grupo experimental foram submetidas a oito semanas de treinamento utilizando exercícios do Método Pilates no solo (MAT Pilates), enquanto as voluntárias do grupo controle não receberam intervenção. Antes e após as oito semanas de treinamento, todas as voluntárias foram submetidas à avaliação isocinética da musculatura abdominal por meio do dinamômetro isocinético da marca BIODEX® e avaliação eletromiográfica da musculatura abdominal utilizando eletrodos (superfície) ativos e o Sistema de Aquisição e Análise de Sinais MP150 da BIOPAC System, contendo 16 canais. Os músculos abdominais foram analisados de forma conjunta e os eletrodos de superfície foram posicionados bilateralmente no ventre dos músculos reto abdominal, fibras superiores e inferiores, e músculos oblíquo externo abdominal. Os dados dos sinais eletromiográficos brutos foram expressos em RMS (root mean square). Os dados obtidos após o treinamento foram comparados com os dados obtidos no período pré-treinamento e aos dados obtidos na avaliação do grupo controle. Os valores referentes ao protocolo realizado no dinamômetro isocinético, expressos em newton metro (Nm), foram baseados no pico de torque de cada voluntária durante a execução do teste. Foi empregada a análise de variância (ANOVA) seguida de post hoc de Tukey. A significância estatística adotada foi de 5% (p < .05). Paras valores referentes ao protocolo de eletromiografia, expressos em root-mean-square (RMS), foi empregada a análise de variância (ANOVA). A significância estatística adotada foi de 5% (p < .05). Foi possível observar que os maiores valores de pico de torque de flexão de tronco foram encontrados nos indivíduos do grupo experimental quando comparados ao grupo controle após a realização do protocolo, porém sem diferença significativa nos valores de pico de torque da extensão de tronco. Para os dados de ativação de fibras musculares, houve aumento significativo na ativação da musculatura abdominal analisada do grupo experimental, após a realização do protocolo e quando comparado ao grupo controle. Em conclusão, o protocolo utilizado teve influência positiva no fortalecimento e ativação de fibras da musculatura abdominal analisada.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000946105&opt=1

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.