Aprendizagem Motora em Crianças: Efeitos da Freqüência Autocontrolada de Conhecimento de Resultados

Por: Camila Neves, Cibelly Oliveira, Liliane Locatelli e Suzete Chiviacowsky.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.26 - n.3 - 2005

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi comparar os efeitos da freqüência de conhecimento de resultados (CR) controlada pelo experimentador com freqüências autocontroladas pelos sujeitos na aprendizagem de uma habilidade motora de timing seqüencial em crianças. O grupo autocontrolado (AC) recebeu CR sempre que solicitado, enquanto o grupo externamente controlado (EC) recebeu CR equiparado, sujeito a sujeito, ao grupo AC, não tendo controle algum sobre a freqüência de CR. Contrariamente aos resultados com adultos, o grupo EC mostrou melhores resultados de aprendizagem que o grupo AC. Um questionário aplicado revelou que a maioria dos sujeitos de ambos os grupos preferiu solicitar/receber CRs após boas tentativas. Entretanto, uma análise comparando os erros nas tentativas com e sem CR não demonstrou diferenças significativas, o que indica que as crianças não são tão eficientes quanto os adultos em discriminar entre boas e más tentativas, o que pode anular os efeitos benéficos do CR autocontrolado. O conjunto dos resultados demonstra que diferentes fatores, neste caso o nível de desenvolvimento, podem influenciar os efeitos da variável estudada na aprendizagem de habilidades motoras.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/167

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.