Apropriação de Equipamentos Públicos de Lazer Por Usuários de Bicicleta: Um Olhar Sobre o Parque Ecológico da Pampulha

Por: Luciano Pereira da Silva e Ludmila Miranda Sartori.

Licere - v.21 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar a apropriação do Parque Ecológico da Pampulha (PEP) por usuários de bicicletas. Quarenta e nove ciclistas responderam um formulário contendo perguntas que tratavam do perfil, apropriação e opinião a respeito do uso da bicicleta no PEP, na orla da Lagoa da Pampulha e em Belo Horizonte. As questões fechadas foram tratadas por uma análise quantitativa descritiva, enquanto as abertas foram examinadas pela análise de conteúdo. De um modo geral, as respostas apontam para uma percepção positiva dos visitantes em relação à liberação da entrada de bicicletas nos parques e à estrutura do PEP e da orla da Pampulha para se pedalar. Percebe-se que a liberação - além de estar de acordo com a expressividade do ciclismo na região - é uma forma de se democratizar a entrada do parque para aqueles que se apropriam do espaço público através desse instrumento. No entanto, os entrevistados anseiam por mais estruturas na cidade que permitam o uso da bicicleta, indicando o papel do PEP e da orla em permitir seu uso com segurança, uma vez que a insegurança aparece como a principal barreira para o uso da bicicleta em Belo Horizonte.

Endereço: https://seer.ufmg.br/index.php/licere/article/view/11985

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.