Aptidão Física e Desempenho Escolar de Alunos da Rede Municipal de Ensino de Botucatu-sp

Por: Edilaine Michelin e Gisele Cristina Bertoloni.

37º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte - SIMPOCE

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A substancial pressão sobre alunos, pais e escolas para maximizar o desempenho acadêmico resulta em crescente interesse nos potenciais benefícios da atividade física, ou seja, no seu impacto sobre o desempenho escolar Objetivo: Verificar a associação da aptidão física relacionada à saúde com o desempenho escolar de alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental da rede municipal de ensino de Botucatu-SP. Método: A amostra representativa contou com 784 escolares da rede municipal de ensino no ano de 2013 e foram avaliados peso e estatura para posterior cálculo do Índice de Massa Corporal, flexibilidade por meio do teste de sentar e alcançar, teste de resistência abdominal em um minuto para força/resistência abdominal e o teste de corrida/caminhada em seis minutos para aptidão cardiorrespiratória. As notas nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática foram solicitadas junto à Coordenadoria do Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação no bimestre da avaliação (fevereiro/março-2013). Para análise estatística adotou-se teste de qui-quadrado para associação da aptidão física e desempenho acadêmico e ajuste de modelos de regressão logística de chances proporcionais com nível de significância de 5% Resultados: Meninos mostraram 2,1 vezes mais chances de terem notas abaixo da média em Língua Portuguesa. Além disso, escolares com força/resistência muscular e aptidão cardiorrespiratória na zona de risco à saúde também apresentaram aproximadamente duas vezes mais chances de terem desempenho escolar abaixo da média tanto em Língua Portuguesa quanto e Matemática e escolares com excesso de peso mostraram-se 63% e 50% menos propensos a terem notas abaixo da média em Língua Portuguesa e Matemática, respectivamente.
TABELA
Conclusão: Espera-se que escolas, professores e pais percebam que desempenho acadêmico e atividade física são complementares entre si e que atividade física adequada pode não apenas
promover a saúde mental e física dos alunos, mas contribui para melhora na capacidade de aprendizagem, justificando assim a atribuição de currículos para a educação física

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.