Aptidão Física e índice de Capacidade de Trabalho de Bombeiros de Diferentes Faixas Etárias em Florianópolis

Por: José Luiz Gonçalves da Silveira e .

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivo investigar a aptidão física dos bombeiros da cidade de Florianópolis e relacioná-la com indicadores de capacidade de trabalho em diferentes faixas etárias. Participaram da amostra 107 bombeiros, divididos em três grupos etários: 20-24, 30-34 e 40-44 anos, selecionados aleatoriamente em cada estrato. A avaliação da aptidão física incluiu a estimativa do consumo máximo de oxigênio por meio do teste de 12 minutos, resistência de força abdominal, força de membros superiores, velocidade e agilidade. Os componentes antropometricos de massa corporal, estatura e índice de massa corporal também foram mensurados. O índice de capacidade de trabalho (ICT) foi determinado através do instrumento que se baseia na estimativa subjetiva de capacidade de trabalho em relação à demanda da atividade profissional e recursos psicológicos, além de incluir informações sobre condições de saúde e absenteísmo (Tuomi, llmarinen, Eskelinen, Jàrvinen, Toikkanen & Klokars, 1991). A análise estatística foi feita por meio do software EXCEL-7.0, utilizando-se a estatística descritiva para apresentação dos dados através das médias, desvio padrão e variabilidade. A relação entre as variáveis foi verificada pela correlação de Pearson. A significância das diferenças entre os grupos foi testada pela análise de variância one-way, seguido onde apropriado pelo teste de turkey, para p<0,05. Os resultados obtidos indicaram a seguinte média (e valores extremos) de capacidade de trabalho dos bombeiros nos grupos etários: 40,0 (33-46) no grupo de 20-24 anos; 36,0 (27-44) no grupo de 30-34 anos e 35,2 (26-45) no grupo de 40-44 anos. As diferenças no ICTforam significativas entre o grupo I (20-24 anos) e os grupos II e III. O declínio do V02 maxfoi de 2,35% do grupo I para o II e de 11,34% do grupo II para o III. Estão situados abaixo de 3 l/min,sugerido como mínimo para desempenho das tarefas de bombeiro, 32% do grupo 1,16% do grupo II e 33% do grupo III. Sugere-se a implantação de um programa individual para aprimorar e manter a aptidão física, oferecer informações constantes sobre um estilo de vida saudável e treinamento profissional.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.