Aptidão Física de Jovens Atletas do Sexo Feminino em Relação Aos Estágios de Maturação Sexual

Por: Carla Nascimento Luguetti, Luciana Perez Bojikian e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.14 - n.4 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desse trabalho foi descrever os componentes da aptidão física de jovens atletas do sexo feminino, em relação aos diferentes estágios de maturação sexual em dois diferentes grupos etários. A amostra foi composta de 118 jovens atletas de atletismo (n=28), basquetebol (n=59), handebol (n=14), futebol (n=12) e judô (n=5); e foram divididas em dois grupos etários: grupo A (n=48), de 11 e 12 anos de idade; grupo B (n=70), de 13 a 15 anos de idade. Foram realizados os seguintes testes indicadores de aptidão física: teste de corrida de 9 minutos, teste de salto horizontal, teste de flexão abdominal em 30 segundos, teste de arremesso demedicine-ball , teste de agilidade shuttle-run , teste de velocidade de 30 metros e teste de sentar e alcançar. O estágio de maturação sexual foi avaliado segundo o método proposto por Tanner 19, através da pilosidade pubiana. Observou-se que a maturação sexual teve efeito significante somente sobre a variável força de membros superiores no grupo etário de 11 e 12 anos (F= 7,11 e p= 0,000* ( post-hoc de Tukey apontou diferença significante entre os níveis p2 e p4 (p= 0,003), p2 e p5 (p= 0,002), p3 e p4 (p= 0,020), p3 e p5 (p= 0,008), p≤0,001). Os resultados indicaram que para jovens atletas do sexo feminino, nas faixas etárias estudadas, a maturação sexual não foi um aspecto que interferiu na avaliação da aptidão física de maneira geral, com exceção da força de membros superiores.
 

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/718/722

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.