Aptidão Física Relacionada com a Saúde em Crianças e Adolescentes: Validação de Métodos Para Estudos Epidemiológicos Multicêntricos

Por: Regina Celia Vilanova Campelo.

87 páginas. 2019 14/01/2019

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A aptidão física (AF) tornou-se uma importante condição a ser avaliada em estudos epidemiológicos, visto que, seus valores reduzidos estão diretamente associados à mortalidade precoce. Diante disto, sua avaliação em populações se faz necessária e, para tanto, é importante desenvolver métodos simples, precisos e de baixo custo. E mais, se tais métodos pudessem ser aplicados em população pediátrica, maior seria sua utilidade do ponto de vista de intervenção precoce. Objetivos: Determinar a confiabilidade e a validade de critério e de constructo do questionário de aptidão física, IFIS-LP (International Fitness Scale - versão para língua portuguesa), para uso em populações pediátricas saudáveis. Métodos: Estudo observacional de confiabilidade e validade realizado com 300 alunos, matriculados em escolas da rede pública e privada na cidade de Teresina-Piauí com idades entre 3 a 17 anos, de ambos os sexos. As análises foram estratificadas por grupo etário: crianças (3 a 10 anos) e adolescentes (11 a 17 anos). O IFIS-LP foi de aplicação autorreferida, no entanto, para as crianças, pela limitação, foi respondido pelos pais/responsáveis. Para o estudo de confiabilidade, os participantes responderam ao questionário, duas vezes, com intervalo de quinze dias. Para testar a validade de critério observou-se a concordância entre questionário e testes físicos: teste de corrida de 20 metros (20 metre shuttle run test); força de preensão manual; salto de extensão parado; salto de impulsão vertical; corrida 4X10 metros; equilíbrio flamingo; sentar e alcançar. Para validade de constructo observou-se a concordância entre o questionário e pressão arterial elevada (PAE). A concordância entre teste e reteste do questionário foi avaliada pelo coeficiente Kappa (k). Sensibilidade (S), Especificidade (E), e acurácia do questionário foram estimadas assumindo como padrão ouro: os testes físicos ajustados por idade e sexo, avaliados acima ou igual ao percentil 90 (P90) como boa/ótima AF para crianças, e os pontos de corte preconizados pela literatura, para os adolescentes; e PAE - considerando a pressão arterial sistólica ou diastólica considerando sexo, idade e altura > P95. Significância estatística adotada (p < 0,05) e k >= 0,40. Resultados: A média de idade das crianças foi de 6,7 anos (n = 190 crianças) e dos adolescentes 14,6 anos (n = 110 crianças). A confiabilidade (k) do IFIS-LP para aptidão física geral em crianças foi de 0,99 e para aptidão cardiorrespiratória em adolescentes de 0,97. O IFIS-LP mostrou validade de critério moderada: 0,40 <= k <= 0,65 em crianças e 0,40 <= k <= 0,54 em adolescentes. Observou-se em crianças 89,6% <= S <= 96,8%, 46,4% <= E <= 69,3% e acurácia variando de 70,5% a 85,8%; em adolescentes, 90,7% <= S <= 95,4%, 43,5% <= E <= 52,2% e acurácia variando de 75,5% a 83,4%. O IFIS-LP também apresentou validade de constructo moderada com k = 0,43 para aptidão física geral em crianças e k = 0,45 para velocidade/agilidade em adolescentes. Observou-se em crianças 78,6% <= S <= 93,3%, 40,0% <= E <= 100% e acurácia variando de 74,2% a 89,0%; em adolescentes, 40,0% <= S <= 80,0%; 77,7% <= E <= 92,6%, e acurácia variando de 78,0% a 84,4. Conclusão: A versão em português do IFIS-LP, é um método confiável e válido para mensurar a aptidão física em população pediátrica saudável. Por sua praticidade, custo reduzido e fácil logística na aplicação recomendamos o seu uso para esta finalidade
 

Endereço: https://doi.org/10.11606/T.5.2019.tde-16042019-161526

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.